Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


23°
R$

Notícias / Polícia

Polícia

Mulher mata namorada em frente a motel no Jurunas

sábado, 16/09/2017, 08:45 - Atualizado em 17/09/2017, 19:05 - Autor:


Após atropelar e matar sua namorada na madrugada de sábado (16), uma fonte da Polícia Civil informou ao DOL, neste domingo (17), Dyone Reis se apresentou à polícia na madrugada deste sábado (16) momentos depois da morte. 



Laura Maria, namorada de Dyone, morreu na frente de um motel na avenida Fernando Guilhon, no Jurunas. Ela foi atropelada por Dyone após descobrir uma traição. O caso ocorreu por volta de 1h, após a vítima seguir e flagrar a companheira saindo de um motel com uma amante.



(Foto: Celso Rodrigues)


Segundo as primeiras informações levantadas pela polícia, a vítima foi ao motel após descobrir a traição e viu a companheira com outra mulher saindo do local em um veículo. Transtornada, Laura Maria atirou-se à frente do veículo para impedir que a namorada deixasse o local, mas Dyone arrancou com o carro e atropelou a namorada, que com o impacto bateu a cabeça ao cair no asfalto. 


Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas a vítima não resistiu. 


O corpo de Laura Maria foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) e liberado no final da manhã de sábado (16). O local do velório e sepultamento não foi informado. 



(Foto: Celso Rodrigues)


Desconfiando das traições


Há seis dias da tragédia, Laura fez uma publicação em seu perfil no Facebook dizendo que "mulher boa é mulher ciumenta mesmo. Brava, louca e paranóica!".




Vítima na praia. (Foto: Facebook/Reprodução)



Laura e Dyone posando abraçadas. (Foto: Facebook/Reprodução)


Uma amiga da vítima, que pediu para não ser identificada, disse que Laura e Dyone namoravam há aproximadamente cinco anos. Segundo ela, Laura "já andava desconfiando das traições, mas queria pegar para ter prova".


"Ela amava muito a Dyone, até demais. A família da Laura abraçou a Dyone de braços abertos e ela fez isso. Tirou a vida de uma pessoa inocente. Agora a Dyone está se escondendo. Eu quero que a justiça seja feita", acrescentou a amiga.


Nas redes sociais, outros amigos da vítima também lamentaram.






PROPOSITAL OU ACIDENTAL


Ainda não há informações sobre o paradeiro da condutora, nem confirmação se o atropelamento foi proposital ou um acidente.


O DOL entrou em contato com a irmã da vítima, Silvana, que informou que a família, por enquanto, não quer se pronunciar sobre o assunto.

(DOL com informações de Celso Rodrigues/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS