Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Notícias / Polícia

Polícia

Policial militar é assassinado com tiro na cabeça

quinta-feira, 22/06/2017, 17:08 - Atualizado em 23/06/2017, 12:10 - Autor:


O cabo PM Rosivaldo Rodrigues Barbosa, de 55 anos, foi morto com 5 tiros no bairro do Guamá, em Belém. O crime aconteceu no final da tarde de ontem. O policial já estava na reserva, mas prestava serviços de segurança numa casa de apoio da Prefeitura do Acará, localizada na Rua Rui Barbosa, próximo a Avenida Bernardo Sayão. Segundo testemunhas, um grupo armado chegou em 2 motocicletas na residência e atingiu o cabo com 5 tiros, sendo que 4 atingiram a cabeça da vítima. A princípio levantou-se a hipótese do crime se tratar de latrocínio, uma vez que os atiradores roubaram a arma do policial. No entanto, essa hipótese está prestes a ser descartada por policiais civis.

Para o delegado Jivago Ferreira, da Divisão de Homicídios da Polícia Civil, que esteve no local e deu início as investigações, todas as informações e análises levantadas indicam que os suspeitos não foram ao local para roubar a arma do policial e sim para executá-lo.

O crime foi assistido por várias pessoas que estavam na casa e na rua – bastante movimentada, por sinal. Essas testemunhas deverão ser intimadas para prestar depoimentos nos próximos dias.

Logo após o crime, policiais militares fizeram uma varredura pelo bairro para encontrar os 4 assassinos. Eles fugiram, mas abandonaram as 2 motos que usaram para cometer o crime. Os veículos foram apreendidos pela polícia e serão submetidos a perícia.

O corpo do cabo PM Rosivaldo Barbosa foi removido para o Instituto Médico Legal. A reportagem solicitou, por e-mail, um posicionamento da Polícia Militar, mas, até o fechamento dessa edição não recebemos nenhum retorno. Também tentamos contato com a prefeitura do Acará, mas ninguém atendeu aos telefonemas.


(Foto: reprodução/Twitter)


ENTRE TERÇA E QUINTA-FEIRA, 3 POLICIAIS FORAM BALEADOS

Com a morte do cabo PM Rosivaldo Rodrigues Barbosa, 55, subiu para 21 o número de militares mortos de forma violenta no Pará entre 1 de janeiro de 2017 até ontem (22). Segundo os dados da Associação dos Cabos e Soldados da PM e BM do Estado do Pará, 19 policiais militares e 2 bombeiros militares foram mortos este ano, em território paraense. Os números de agentes de segurança pública, na verdade, são maiores se considerarmos ainda os casos dos 3 guardas municipais assassinados.

As estatísticas comprovam que as estratégias da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) não estão sendo eficientes para garantir a segurança da população paraense e nem para garantir a segurança dos próprios agentes ligados ao órgão.

MENOS DE 48 HORAS

Em menos de 48 horas, 2 policiais militares foram feridos a tiros durante tentativas de assalto e um PM foi morto – no caso, o cabo Rosivaldo – na capital paraense. Nem mesmo os bandidos que atiraram contra o titular da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe), coronel Rosinaldo Conceição, se intimidaram. Ele está internado desde a última terça-feira (20), quando foi vítima de uma tentativa de assalto em frente a uma academia onde treina boxe.

Ontem (22),policiais civis prenderam Carlos Vitor Rocha Milhomem, de 23 anos, por crime de tentativa de latrocínio contra o coronel Rosinaldo Conceição. Ele prestou depoimento ao delegado Aldo Botelho. O segundo envolvido no crime, Carlos Messias dos Santos Vasconcelos, está foragido.

Por fim, na quarta-feira (21), um policial militar foi ferido durante uma tentativa de assalto no conjunto Eduardo Angelim, na Grande Belém.

(Denilson D'Almeida/Diário do Pará)(DOL)  

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS