Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$
AÇÃO E REAÇÃO

Suspeito de execução de guarda de Belém é morto

Polícia chegou até o suspeito do crime após denúncia anônima.

domingo, 28/03/2021, 10:58 - Atualizado em 28/03/2021, 10:58 - Autor: Diário Online


Luiz Acássio Janau da Silva, de 33 anos, suspeito de envolvimento na execução de um guarda municipal de Belém, morreu após trocar tiros com a polícia.
Luiz Acássio Janau da Silva, de 33 anos, suspeito de envolvimento na execução de um guarda municipal de Belém, morreu após trocar tiros com a polícia. | Reprodução

Um suspeito de envolvimento na execução do guarda municipal Alkizamor Corrêa de Oliveira, foi morto durante uma intervenção policial realizada na madrugada deste domingo (24), no bairro da Guanabara, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém.

Preso suspeito de executar policial penal em Ananindeua

O suspeito foi identificado como Luiz Acássio Janau da Silva, de 33 anos. A polícia chegou até ele após uma denúncia anônima de que um dos envolvidos na execução do guarda estaria escondido em uma residência.

Ao ver os policiais se aproximando do local, o suspeito correu para dentro do imóvel, sacou uma arma e começou a atirar contra os militares, que revidaram. Luiz Acássio foi atingido e socorrido para o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), mas não resistiu.

Como suspeito foram apreendidos um revólver calibre 38 e seis munições intactas. Luiz Acássio cumpria prisão domiciliar desde fevereiro de 2020.

CRIME

Alkizamor Corrêa de Oliveira, de 55 anos, foi assassinado na noite da última terça-feira (23), no bairro da Guanabara.

O crime ocorreu na frente da residência onde a vítima morava. A esposa do guarda também foi baleada e socorrida para o Hospital Metropolitano.

Guarda municipal é executado e esposa baleada na Guanabara

O guarda municipal foi morto com tiros em diversos na cabeça, braços e pernas Os criminosos fugiram sem levar nada da vítima, caracterizando uma execução.

Alkizamor trabalhava há 29 anos na Guarda Municipal de Belém (GMB) e completaria 30 anos de corporação em setembro deste ano. 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS