Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$

Notícias / Polícia

ABAETETUBA

20 pessoas são presas por corrupção no departamento de trânsito

Entre os detidos estão servidores e ex-servidores do Departamento Municipal de Trânsito e Mobilidade

quinta-feira, 14/01/2021, 14:46 - Atualizado em 14/01/2021, 14:46 - Autor: Agência Pará


Grupo preso é acusado de cometer crimes de corrupção ativa e passiva, peculato, furto e extorsão.
Grupo preso é acusado de cometer crimes de corrupção ativa e passiva, peculato, furto e extorsão. | Leandro Santana/Ascom Polícia Civil

Após dois anos de investigação, a Operação Sinal Vermelho foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (14), pela Polícia Civil, em combate aos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, peculato, furto e extorsão praticados por servidores e ex-servidores do Departamento Municipal de Trânsito e Mobilidade de Abaetetuba.

Durante a investigação, foi constatado que funcionários do órgão se associaram a um grupo criminoso para cometer crimes e realizar ações de fiscalização, com objetivo de obter vantagem indevida.

"O grupo criminoso apreendia motocicletas na rua, levavam ao pátio do Demutran e aconteciam três situações: ou eles cobravam propina para devolver a moto para a pessoa, ou vendiam para uma terceira pessoa ou até vendiam para proprietários de oficinas. Eles adulteravam ou desmanchavam as motos para que as peças fossem vendidas", explicou a delegada Renata Gurgel.  

Na ação, que teve apoio do Ministério Público do Estado e Poder Judiciário, foram presas 20 pessoas, entre eles, um ex-diretor do Demutran, agentes de trânsito e dois proprietários de oficinas. Também foram apreendidos cerca de R$ 13 mil, talões de multa, uma arma de fogo e munições.

As investigações iniciaram a partir de denúncias realizadas pela população, que procurou a Polícia Civil informando que tiveram as motocicletas apreendidas e depois viam os veículos pelas ruas de posse de outras pessoas.

"No final de 2019 e início de 2020, o pátio do Demutran de Abaetetuba tinha cerca de 400 motos, as quais foram subtraídas do dia para noite daquele local. As apurações indicam que 400 motos foram vendidas para oficinas ou terceiras pessoas", ressaltou o delegado-geral Walter Resende.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS