Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Notícias / Polícia

PERSEGUIÇÃO

Trio em fuga de assalto no Pará bate com carro em muro de casa

Suspeitos fugiram após viatura da Polícia Militar dar ordem de parada

terça-feira, 05/01/2021, 16:13 - Atualizado em 05/01/2021, 16:12 - Autor: Com informações do Correio de Carajás


| Reprodução

Um trio suspeito de cometer assaltos na cidade de Marabá, sudeste paraense, foi preso, na noite desta segunda-feira (4), quando colidiu o carro em que estava ao fugir da polícia. O muro de uma residência foi atingido. As informações são do portal Correio de Carajás. 

Segundo o portal de notícias do sudeste paraense, os suspeitos foram identificados como João Mateus Silva Gomes, Thiago Almeida Vieira e Wanderson Lucas Lima de Souza. Eles estavam em um automóvel Chevrolet Prisma, de cor preta. 

O trio roubou dois aparelhos celulares das vítimas que estavam em uma parada de ônibus, próximo à Prefeitura Municipal de Marabá. Policiais militares foram acionados e recolheram informações sobre o veículo que era usado nas ações criminosas.


                        Suspeitos foram apresentados em delegacia após colidirem carro. Foto:  Josseli Carvalho

Quando os policiais estavam no Núcleo Cidade Nova, avistaram um veículo que coincidia com a descrição relatada. Os agentes deram ordem de parada, e os suspeitos aceleraram o carro, para fugir.

Após cerca de 200 metros de perseguição, o motorista perdeu a direção e colidiu com o muro de uma casa, causando lesões ao motorista e aos dois passageiros. João, Thiago e Wanderson foram abordados e rendidos. Um revólver, da marca Taurus, calibre .38, e mais seis munições intactas, foram encontrados dentro do veículo. 

Foram achados, ainda, dois celulares escondidos debaixo dos tapetes do banco do passageiro. Os criminosos foram encaminhados para o Hospital Municipal de Marabá (HMM) para atendimento médico e, em seguida, apresentados na 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil para os procedimentos cabíveis. 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS