Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
32°
cotação atual R$

Notícias / Polícia

NÃO RESISTIU

Suspeito de matar PM é morto em Mosqueiro 

Pablo Mateus Aquino Correa, 29 anos, era suspeito de envolvimento na morte de um PM, em 2018

sábado, 17/10/2020, 10:50 - Atualizado em 17/10/2020, 12:37 - Autor: J.R Avelar


Ontem ele apontou uma arma para policiais e acabou baleado
Ontem ele apontou uma arma para policiais e acabou baleado | Beto Messias/Divulgação

Procurado pela polícia desde o ano de 2018, quando foi apontado como suspeito de envolvimento na morte do policial militar reformado Paulo Maurício Vasconcelos dos Santos,de 59 anos, crime ocorrido na feira do Bengui em Belém, Pablo Mateus Aquino Correa foi baleado após apontar uma arma para policiais militares no distrito do Mosqueiro. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu, ontem de madrugada.

Os policiais souberam que Pablo, nos últimos meses, vinha aterrorizando o bairro do Aeroporto, no distrito do Mosqueiro. Na madrugada de ontem, após mais um crime, policiais foram informados do local em que ele se escondia.

Pablo, de 29 anos, era acusado da prática de assaltos e homicídios, além de ameaçar agentes da segurança pública. Os PMs das viaturas 2500, 9921 e 2505 foram designadas para a missão, em uma invasão às proximidades da comunidade Jardim Rosália, tendo como referência o campo “Maconhão”.

No local, os policiais encontraram Pablo que, ao percebê-los, apontou para eles uma espingarda calibre 16. Os policiais, segundo o que relataram, atiraram nele. Chegou a ser conduzido até a Unidade de Saúde da Ilha do Mosqueiro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Os PMs foram até a Seccional Urbana do Mosqueiro, onde fizeram o registro do crime e apresentaram o armamento encontrado com o homem. O corpo de Pablo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), em Belém.

Pablo aparecia em inquérito na polícia como suspeito de participação no assassinato do policial militar reformado Paulo Maurício Vasconcelos dos Santos. Ele foi assassinado com tiros na cabeça, em Belém, há dois anos.

Segundo a Polícia, dois suspeitos que estavam em uma moto preta atiraram várias vezes contra a vítima, que morreu no local do crime. O homicídio ocorreu na rua Ajax de Oliveira com rua São Bento no bairro do Ben

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS