Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Notícias / Polícia

REGISTROS

Vidas preservadas: em nove meses, homicídios caíram 24% no Pará

Com o percentual, 500 vidas foram preservadas nos primeiros nove meses de 2020, de acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do do Estado (Segup)

quarta-feira, 14/10/2020, 13:30 - Atualizado em 14/10/2020, 13:29 - Autor: Com informações da Segup


Operações preventivas feitas por policiais têm dado ótimos resultados na segurança pública tanto em Belém quanto no interior do Pará
Operações preventivas feitas por policiais têm dado ótimos resultados na segurança pública tanto em Belém quanto no interior do Pará | Bruno Cecim/Agência Pará

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup) registrou uma queda de 24% no índice de homicídio em todo o Pará, ao comparar o período de janeiro a setembro de 2019 e 2020. O resultado é a preservação de 500 vidas nos nove meses deste ano.

No ano passado, 2.111 registros foram computados em nove meses e, este ano, 1.611. Ao analisar os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), que englobam homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte, houve 526 mortes a menos.

Foram 2.240 e 1.714 ocorrências de CVLI computadas, no período de janeiro a setembro dos anos de 2019 e 2020, respectivamente. Se comparar o período equivalente dos anos de 2020 e 2018, houve 1.377 vítimas a menos desses crimes. Os dados são da Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac), vinculada à Segup.

Titular da Segup, Ualame Machado afirma que o desafio deste ano é ser melhor que o ano de 2019 e preservar mais vidas. Para isso, novas metas e ações serão articuladas até o final do ano.

“Até setembro de 2020 já atingimos as 500 vidas preservadas com relação aos números de 2019, que já vinha com uma redução expressiva ao ser comparado com o ano de 2018. Agora nós teremos, até o final do ano, possivelmente, mais de 1.500 a 1.600 vidas preservadas em relação a 2018, o que para nós é um número muito relevante, pois o que mais importa de todos os números que são analisados é o número de pessoas que deixam de ser vítimas no nosso Estado”, reitera o secretário.

AVANÇOS

O Estado demonstra por meio de suas ações policiais e projetos sociais que cada vida é valorizada e reconhece o avanço que culminou nesta redução, porém ainda há muito que se alcançar, com o objetivo de preservar a vida de mais pessoas.

Ações contra a violência e em favor da paz como o “TerPaz”, “Em Frente, Brasil” e “Polícia Mais Forte” têm surtido impactos positivos para a população, visto que o número de ocorrências têm apresentado recorrente redução.

O forte investimento na segurança demonstra bons resultados, como por exemplo a renovação de mil viaturas, entrega de coletes balísticos e meios que visam a proteger aqueles que trabalham para resguardar a população.

Outros trabalhos que resultam na redução de crimes e potencializam a paz social são as investigações qualificadas e o fortalecimento da segurança dentro do sistema penitenciário, que levam à prisão de pessoas envolvidas em homicídios em série.

MAIS SERVIDORES

O Estado também abrirá quatro mil vagas para novos agentes da Segurança Pública por meio dos concursos públicos da Polícia Militar e Polícia Civil, o que ampliará o número de servidores e o trabalho preventivo e de ostensividade em todo o Pará.

Agentes do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves e do Departamento de Trânsito (Detran) estão em período de formação e logo estarão em atuação para reforçar, ainda mais, as ações de segurança pública. 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS