Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$

Notícias / Polícia

PRISÃO

Polícia Civil prende membro de grupo criminoso que atua em roubo a banco e carro-forte

Ação foi realizada pelas equipes da Delegacia de Repressão a Roubo a Bancos, da DRCO, no bairro Parque Verde

quinta-feira, 21/05/2020, 11:16 - Atualizado em 21/05/2020, 11:16 - Autor: Agência Pará


Ângelo Márcio Rodrigues, conhecido como "Márcio Pipoca", foi preso em casa.
Ângelo Márcio Rodrigues, conhecido como "Márcio Pipoca", foi preso em casa. | Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil do Pará realizou, na manhã desta quinta-feira (21), a operação "Américo Gama" em conjunto com a Polícia Civil do Tocantins, para dar cumprimento ao mandado de prisão expedido contra Ângelo Márcio Rodrigues, conhecido como "Márcio Pipoca". A prisão foi realizada pelas equipes da Delegacia de Repressão a Roubo a Bancos, da DRCO, no bairro Parque Verde.

Fim do lockdown e convocação de concursados estão no RD de hoje; acompanhe!

Márcio foi preso em casa após ser identificado como um dos envolvidos do grupo criminoso que explodiu uma agência bancária e fez um ataque a um carro-forte em novembro de 2019, no município de Pequizeiro, no estado de Tocantins. O acusado faria parte da quadrilha "Grupo dos Pipocas", oriunda do estado do Ceará.

Delegado Fausto Bulcão, coordenador da operação.
Delegado Fausto Bulcão, coordenador da operação. Divulgação/Polícia Civil
 

"Durante as diligências realizadas para prender os envolvidos no ataque ao carro-forte, quatro integrantes da quadrilha morreram durante confronto com a polícia. Durante a troca de tiros, infelizmente, um sargento da Polícia Militar do Tocantins morreu. Nome que foi dado para a operação, sargento Américo Gama. E, no decorrer da investigação em conjunto com a PC do Tocantins, identificamos que o único sobrevivente da quadrilha estaria morando aqui em Belém. Fizemos o levantamento de endereços e, de posse dos mandados de prisão e busca e apreensão expedidos, logramos êxito ao efetuar a prisão", explicou o delegado Fausto Bulcão, coordenador da operação.

Para a polícia, a prisão de Márcio é considerada uma importante 'baixa' na organização criminosa. A "Quadrilha dos Pipocas" atua há mais de uma década em inúmeras ações de roubo a banco e carro-forte em diversos estados da federação, alguma delas praticadas com extrema violência. O procedimento de apresentação do preso está sendo realizado e ele será encaminhado para a cidade de Tocantins, com apoio do Graesp.

Morte do PM - O sargento Deusdete de Américo Gama, de 53 anos, foi baleado durante uma operação para localizar suspeitos de explodir uma agência bancária e de tentar assaltar um carro-forte. O policial chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital de Araguacema.

Ângelo Márcio Rodrigues, conhecido como
Ângelo Márcio Rodrigues, conhecido como "Márcio Pipoca", foi preso em casa. | Divulgação/Polícia Civil
Delegado Fausto Bulcão, coordenador da operação.
Ângelo Márcio Rodrigues, conhecido como "Márcio Pipoca", foi preso em casa. | Divulgação/Polícia Civil

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS