Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Notícias / Polícia

GOLPISTAS

Estelionatário de Belém e Ananindeua é preso

terça-feira, 05/11/2019, 22:20 - Atualizado em 05/11/2019, 22:36 - Autor: DOL


Material apreendido com o acusado
Material apreendido com o acusado | Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil deflagrou, nesta terça-feira (5), a operação “BreakDown” com objetivo de cumprir mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva referentes a inquérito policial instaurado para apurar crimes cometidos por um grupo de golpistas, em Ananindeua, na região metropolitana de Belém.

Durante a ação policial, foi preso, por ordem judicial, John Wesley do Nascimento Gonçalves, acusado de crime de estelionato. As investigações foram iniciadas para apurar um grupo de golpistas que utilizavam instituições financeiras de "fachada" para enganar diversas pessoas no município. 

"O autor do crime utilizava várias empresas fictícias para ludibriar as pessoas. As vítimas procuravam empréstimos, entregavam um valor entre R$ 4 mil a R$ 8 mil que era solicitado pelo autor do crime, que alegava, por sua vez, que facilitaria os empréstimos. Depois que as vítimas entregavam os valores, ele desaparecia. Alguns dias depois, as vítimas recebiam uma carta de boas vindas a um consórcio, onde não tinham qualquer tipo de conhecimento nem tinham adquirido, todavia, o estelionatário utilizava os dados dos clientes", explica o delegado Arthur Nobre, da Seccional Urbana de Ananindeua, responsável pelas investigações.

A prisão foi realizada, por volta de meio-dia, na Rua do Outeiro, Passagem dos Inocentes II, bairro da Campina, no distrito de Icoaraci, em Belém.

As investigações começaram cerca de dois meses após instauração de inquérito policial que resultou nas solicitações dos mandados judiciais. O indiciado ficará à disposição do Sistema Penitenciário Paraense.

 A operação contou com policiais civis da Seccional Urbana de Ananindeua; da Unidade Integrada do bairro do Distrito Industrial e da Seccional Urbana do Paar.

(Com informações da Polícia Civil)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS