Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Notícias / Polícia

FLAGRANTE

Festa na Grande Belém recheada de drogas é fechada durante ação policial

sábado, 02/11/2019, 18:07 - Atualizado em 02/11/2019, 18:07 - Autor: Polícia Civil


| Divulgação/Polícia Civil

Uma ação policial coordenada por policiais civis da DEMA (Divisão Especializada em Meio-Ambiente) resultou, na madrugada deste sábado, dia 2, no encerramento de uma festa de música eletrônica, no município de Santa Bárbara do Pará, região metropolitana de Belém. 

Realizada em conjunto com a DENARC (Divisão Estadual de Narcóticos) e apoio da Companhia Independente de Polícia com Cães (Canil) do Comando de Missões Especiais (CME), a operação constatou diversas irregularidades no local. 

Entre elas, consumo de entorpecentes, poluição sonora e falta de autorização do Corpo de Bombeiros e da Secretaria de Meio-Ambiente do município para realização da festa. 

As equipes policiais foram ao local para atender denúncia de poluição sonora e de consumo de entorpecentes em uma "Rave" - festa realizada geralmente em sítios ou galpões, de longa duração, e com música eletrônica tocada por DJs. O evento era realizado em uma chácara, no distrito de Pau D'Arco, em Santa Bárbara do Pará. Policiais civis e militares, com apoio de cães farejadores, fizeram uma vistoria em todo local em busca de drogas. No local, explica a delegada Adriana Magno Barbosa, da DEMA, foram encontradas cerca de 600 pessoas. Todas foram revistadas pelos policiais. "Muitas delas estavam alojadas em barracas improvisadas", detalha a delegada. 

A policial civil apurou ainda que a festa foi iniciada na sexta-feira, dia 01 de novembro, e havia sido programada para terminar neste domingo, dia 03. Ao todo, 30 DJs (disque jóqueis) estavam se alternando para dar continuidade à festa, durante os três dias do evento. Diante das irregularidades contatadas, ressalta a delegada, o evento foi encerrado.

Seis pessoas encontradas no local em situação de consumo de drogas foram conduzidas para a DEMA, onde foram autuadas em TCOs (Termos Circunstanciados de Ocorrência) por consumo de entorpecentes.

Por ser considerado crime de menor potencial ofensivo, as pessoas foram liberadas após o procedimento policial. A aparelhagem usada no evento foi apreendida. O dono da festa vai responder por crime de poluição sonora prevista na Lei de Crimes Ambientais.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS