Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Notícias / Polícia

PERIGO NAS RUAS

Quadrilha usava motoristas de aplicativo para assaltar mulheres em Belém

quarta-feira, 18/09/2019, 18:50 - Atualizado em 18/09/2019, 18:49 - Autor: Com informações da Polícia Civil


| Divulgação/Polícia Civil

Uma associação criminosa responsável por assaltar mulheres após as vítimas chegarem de viagem aérea em Belém foi presa, nesta quarta-feira (18),  durante uma operação policial. Foram presos Wesley Damasceno Leão, Josemar Pontes Martins e Igor Galego da Silva. Um quarto integrante do grupo - Marlon Pamplona Santiago - está foragido.  

Denominada operação Uber, a ação policial foi deflagrada por policiais civis da Seccional da Sacramenta, sob coordenação da Diretoria de Polícia Metropolitana (DPM), tendo à frente os delegados Marco Antonio Duarte e Fernando Pitton.

As investigações duraram cinco meses.  Em abril deste ano, Igor Galego usou o carro do irmão, que trabalha como motorista de aplicativo, para cometer o assalto. Ele foi chamado pelas vítimas, via aplicativo, para apanha-las no aeroporto Val de Cans. No caminho ao destino, um segundo carro, onde estavam os outros integrantes do grupo, aproximou-se do carro de transporte via aplicativo e os criminosos anunciaram assalto.

Das vítimas, foram roubados pertences pessoais, como joias, telefones e dinheiro. Em seguida, as vítimas foram abandonadas na área da Avenida João Paulo II no bairro do Marco. O crime foi registrado e o caso foi encaminhado ao delegado Gustavo Ceccagno da Seccional da Sacramenta.

Com a identificação de todos os criminosos, o delegado solicitou à Justiça os mandatos de prisão preventiva dos acusados e mandados de busca e apreensão nas casas deles em Belém. Nada foi apreendido com os investigados. Os presos estão recolhidos à disposição da Justiça.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS