Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Notícias / Polícia

VIOLÊNCIA

Duas pessoas são mortas com tiro na cabeça em Ananindeua

quinta-feira, 05/09/2019, 09:27 - Atualizado em 05/09/2019, 09:27 - Autor: Alexandre Nascimento


Vítimas foram mortas a tiros por homens em uma motocicleta.
Vítimas foram mortas a tiros por homens em uma motocicleta. | Reprodução

Duas mortes foram registradas na madrugada desta quinta-feira (5), no bairro do Icuí-Guajará, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém. 

A primeira vítima foi identificada como Derlon Maciel Oliveira, de 41 anos, assassinado na rua Bom Jesus.

Segundo a Polícia Militar (PM), o homem estava parado no local esperando uma pessoa, mas antes que ela chegasse, dois homens em uma motocicleta apareceram. Eles o abordaram e, em seguida, atiraram nele.

O homem caiu na calçada de uma residência, mas com as pernas estiradas no asfalto. Ele ainda teria agonizado, mas sem tempo de ser socorrido ele não resistiu aos ferimentos dos tiros que recebeu.

De acordo com os moradores, o homem morava nas proximidades. A motivação do crime será investigada pela Divisão de Homicídios (DH), assim como a identidade dos assassinos, que esteve no local e instaurou inquérito policial sobre o caso. 

Segundo os peritos criminais do Centro de Perícias Científicas "Renato Chaves" (CPCRC), Derlon Maciel Oliveira foi morto com um tiro na cabeça e outro na mão direita. 

A segunda vítima foi identidade como  Raimundo Damasceno da Silva, 26 anos. Ele foi morto a tiros na rua da Castanha, próximo à Granja do Governador.

Segundo a Polícia Militar (PM), dois homens também em uma motocicleta abordaram Raimundo que estava em via pública. Ele ainda tentou correr, mas foi alcançado pelos motoqueiros. 

Ao ser alcançado, o ocupante do carona da motocicleta desceu e fez os disparos em Raimundo, que morreu na hora no local.

Segundo a Divisão de Homicídios (DH), a motivação do crime é um mistério. A certeza é que ele era o alvo certo dos assassinos, já que outra pessoa estava com ele, mas foi poupado.

Os peritos criminais do Centro de Perícias Científicas "Renato Chaves" (CPCRC), Raimundo Damasceno da Silva foi morto com um único tiro na cabeça.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS