Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$

Notícias / Polícia

VIOLÊNCIA

Bandidos tentam assaltar banco e fazem reféns de 'escudo humano'; veja o vídeo!

sexta-feira, 16/08/2019, 10:44 - Atualizado em 17/08/2019, 09:39 - Autor: J.R.Avelar/Diário do Pará


Criminosos usaram os reféns como "escudo humano" para fugir do cerco da polícia.
Criminosos usaram os reféns como "escudo humano" para fugir do cerco da polícia. | Reprodução

Policiais civis e militares frustraram, ontem, o plano de uma quadrilha que se preparava para realizar um grande assalto a um banco, estilo “vapor”, na cidade de Novo Repartimento região sudeste do Pará. Testemunhas acionaram os policiais e contaram que havia uma movimentação suspeita em uma casa no bairro Morumbi, periferia da cidade. Ali, homens estariam e fortemente armados. 

Policiais civis e militares chegaram ao local e, segundo o que contaram, foram, de cara, recebidos a tiros. Revidaram e começou o primeiro tiroteio, em meio a dezenas de casas e moradores. Dentro da residência, havia pelo menos seis homens que, provavelmente, tinham traçado um plano de fuga, pois todos correram e foram perseguidos pelos policiais.

Mais à frente, durante a perseguição. Dois deles entraram numa residência próxima, fazendo os moradores de reféns. Eles

foram cercados. Outros quatro suspeitos tomaram de assalto um veículo branco que passava pelo local, fazendo os seus ocupantes também de reféns. 

Os criminosos que fugiram no carro utilizaram os passageiros como escudos humanos e seguiram na direção da cidade de Itupiranga, sendo acompanhados a distância por uma guarnição da Polícia Militar que não interviu por causa dos reféns no veículo. 

Antes da entrada da cidade de Itupiranga, numa região de mata, os suspeitos abandonaram o veículo e os reféns. Foi quando os policiais entraram novamente em confronto e mataram um dos criminosos.

Enquanto isso, outros policiais iniciavam uma tensa negociação com os criminosos que estavam na casa fazendo uma família de refém. Eles exigiram coletes balísticos e a presença da imprensa.

Atendidas as exigências, eles libertaram os reféns, entregaram as armas e foram presos sendo encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Novo Repartimento. Na casa alugada pelo bando, a Polícia Civil apreendeu duas pistolas calibre Ponto 40, uma pistola calibre 380, um fuzil calibre 762 com 113 munições, 80 munições calibre 12, além de 27 munições calibre Ponto 40, 10 calibre 380, quatro carregadores Ponto 40, um carregador 380, um carregador para fuzil, um colete balístico, cinco balaclavas, cinco pares de luvas e seis gandolas camufladas.

Foram presos Jhonatha Oliveira da Silva e Francisco Ferreira da Silva, ambos de 26 anos. O criminoso morto foi identificado como Mikael da Conceição Silva, de 18 anos. O corpo foi encaminhado ao IML de Tucuruí.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS