Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

Notícias Pará

Governo fará obras na ponte sobre o Rio Moju

segunda-feira, 28/01/2019, 07:27 - Atualizado em 28/01/2019, 07:27 - Autor:


Uma equipe de engenheiros da Secretaria de Estado de Transportes (Setran), do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Pará (Crea-PA) e do Corpo de Bombeiros deve se reunir hoje (28), para elaborar o plano de manutenção da ponte Rio Moju, no km 48 da Alça Viária. A estrutura está com pelo menos 3 estacas danificadas e uma dilatação maior do que o habitual entre dois blocos de concreto que compõem as pistas de rolamento.


Essas estacas mantêm os 2 maiores pilares de sustentação da ponte. O problema começou depois que uma balsa colidiu com a estrutura e, até hoje, nada tinha sido feito para resolver os danos. O acidente aconteceu em abril do ano passado. O Corpo de Bombeiros avaliou que não há riscos de desabamentos e que as avarias não oferecem perigo ao tráfego de veículos.


A ponte é a terceira no sentido de quem sai de Belém em direção ao município de Moju pela Alça Viária. No sábado (26), o governador Helder Barbalho, acompanhado de uma equipe técnica da Setran, fez uma vistoria na estrutura da ponte e determinou que obras emergenciais já comecem a ser feitas nesta semana, independentemente do plano de manutenção que será elaborado.


Os trabalhos, neste primeiro momento, serão de sinalização e proteção do estacamento, afim de evitar que estes sofram impactos de embarcações. As estacas danificadas praticamente estão sem concreto e ainda estão com os ferros retorcidos. “Visualmente a situação da ponte impressiona, mas precisamos dos laudos técnicos conclusivos sobre os danos que a estrutura sofreu”, disse o governador, ao ressaltar que, na sexta-feira passada, peritos do Crea-PA, do Corpo de Bombeiros e da Secretaria fizeram um levantamento profundo da situação.


SINALIZAÇÃO


“Obras emergenciais serão feitas de imediato. Iremos fazer a sinalização náutica para garantir a segurança na navegabilidade; a implantação de defensas para evitar novas colisões de embarcações com a estrutura da ponte”, reforçou o governador.


Durante a vistoria, Helder conversou com ribeirinhos que vivem às margens do Rio Moju. A presença dele e da equipe levou alívio para a comunidade. “As famílias daqui trabalham com o cultivo de açaí e a maior parte da nossa produção é escoada pela Alça Viária, por isso passa pela ponte”, ressaltou a agricultora Lana Gonçalves, 24.


A produtora agrícola Esmelinda Souza, 60, comentou que desde 2017 a comunidade ribeirinha denuncia a falta de manutenção da ponte sobre o Rio Moju. “São muitos acidentes, principalmente à noite, porque não tem sinalização e iluminação adequadas”, completou. “Nunca nenhum governador tinha vindo aqui verificar isso pessoalmente”, comentou.


Há uns dias uma primeira equipe da Setran percorreu as 4 pontes da Alça Viária para verificar em que estado as estruturas se encontram já que, segundo o titular da secretaria, Pádua Andrade, não há registros de manutenção de nenhumas dessas pontes. “A gente entende que se não há registros, não houve manutenção”, frisou.


O que a equipe constatou, no local do acidente, foi que apenas pequenas obras paliativas foram realizadas na ponte do Rio Moju. “Estamos analisando todas as informações e laudos anteriores para investigar, de fato, o que aconteceu e traçar um plano”, pontuou.


Pádua ressaltou que a data para as obras de manutenção da ponte será definida ainda durante a reunião do grupo de trabalho, hoje. Helder recomendou a Pádua que a Secretaria faça o levantamento das pontes no Estado cuja responsabilidade de manutenção seja da Setran.


(Denilson D'Almeida/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS