Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


29°
R$

Notícias / Notícias Pará

Notícias Pará

'Homem também pode ter câncer de mama', alerta especialista

domingo, 18/11/2018, 08:07 - Atualizado em 18/11/2018, 11:42 - Autor:


Entre 2008 e 2016 foram diagnosticados e tratados 2.649 casos de câncer de mama no Pará, sendo 2.623 femininos e 26 masculinos. Os números confirmam que, embora raro, o câncer de mama em homens é uma realidade que atinge cerca de 1% dos casos, podendo acometê-los geralmente a partir dos 50 anos. Os números são do Integrador dos Registros Hospitalares de Câncer (RHC) do Pará.


Dados do Cadastro Oncológico (Cacon) do Hospital Ophir Loyola mostram que em 2016 foram diagnosticados e tratados 592 casos novos de câncer de mama. Em 2017 o número subiu para 613 casos novos e, até junho deste ano, os registros já alcançavam 276 casos novos. O câncer de mama no sexo masculino sempre mantendo a média de 1% do total.


Sandro Roberto de Araújo Cavallero, oncologista clínico, diz que os sintomas do câncer de mama masculino são dor em região da mama, nódulo palpável, secreção pelo mamilo, entre outros. Os tratamentos são iguais aos realizados pelas mulheres, incluindo cirurgia, radioterapia, quimioterapia, terapia alvo e endocrinoterapia.


“Embora, nos homens, haja a tendência do câncer ser mais agressivo, os resultados são muito semelhantes ao das mulheres. Para prevenir, o ideal é manter hábitos saudáveis como a prática de atividades físicas, alimentação rica em frutas e verduras, pobre em carne vermelha e defumados, evitar o álcool e tabagismo, além de tentar manter o peso ideal”, orienta.


Segundo ele, “há maiores chances de cura quando o câncer é descoberto no início, embora a maior parte seja descoberta quando a doença encontra-se mais avançada”, diz. Não se sabe exatamente o que pode causar câncer de mama em homens, mas alguns fatores que parecem colaborar são idade avançada, doença benigna da mama anteriormente, doença testicular e mutações cromossômicas, além do uso de anabolizantes ou estrogênios, alcoolismo e obesidade. A maior parte dos casos de câncer de mama não tem sintomas fáceis de identificar. Por isso, homens com casos desta doença na família devem alertar o clínico geral para fazer exames regulares após os 50 anos.


Mês é de prevenção ao câncer de próstata


Novembro é o mês de combate ao câncer de próstata. São esperados mais de 60.000 novos casos desse tipo de câncer no Brasil por ano. É o segundo tipo que mais acomete os homens no país. Embora possa ocorrer em idades mais precoces, caracteristicamente, ocorre em homens a partir dos 60 anos. A próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen.


O médico Sandro Cavallero ressalta que os sintomas do câncer de próstata são diversos, mas a grande maioria ainda é assintomático. “Quando aparecem os sintomas, pode ser que a doença já esteja mais avançada. Entre eles estão a dor ao urinar, retenção urinária, ou urinar mais vezes em pequena quantidade”.


TRATAMENTOS


Os tratamentos vão desde cirurgia, radioterapia e medicamentos e até a quimioterapia. “Quanto mais precoce o diagnóstico, mais eficaz o tratamento, por isso que os exames de rotina incluindo PSA e o toque retal (um exame não exclui o outro) a partir dos 40 anos de idade são fundamentais para o sucesso do tratamento”.


Sandro diz que há como reduzir as chances de se ter a doença. “Não podemos excluir completamente a possibilidade de desenvolver o câncer, mas podemos diminuir bastante esta probabilidade com algumas atitudes, como praticar atividade física, ter boa alimentação, rica em frutas e verduras, tentar manter o peso dentro do ideal”.


(Luiz Flávio/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS