Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


32°
R$

Notícias / Notícias Pará

Notícias Pará

Moradores da Cabanagem não têm asfalto nem saneamento

quinta-feira, 15/11/2018, 07:56 - Atualizado em 15/11/2018, 07:57 - Autor:


As ruas do bairro da Cabanagem, periferia de Belém, estão completamente abandonadas: além da lama que se cria com a falta de asfalto, o mato e o acúmulo de lixo trazem transtornos aos moradores, como, por exemplo, a proliferação de mosquitos que causam doenças. Outro problema grave é a falta de saneamento, com o esgoto a céu aberto passando na frente das casas, gerando perigo de contaminação caso a água suja e fétida entre em contato com as pessoas.




(Foto: Maycon Nunes/Diário do Pará)


Morador do bairro há mais de 20 anos, o vigilante Reinaldo Costa, 44, lamenta que o bairro seja esquecido pela prefeitura municipal. “Aqui nunca passou prefeito. O Zenaldo só mesmo antes dele ganhar. O saneamento não existe, tem carapanã até para vender”, brincou ao falar sobre a situação da rua WJ10, na quadra 161. “No verão, a gente come poeira, no inverno a gente só sai com o pé na lama. Queremos pelo menos uma capa de asfalto”, completou.


Alguns metros depois, na MW12, quadra 163, a dona de casa Marília do Socorro, 47, também já não acredita mais que alguma providência poderá ser tomada para melhorar a questão da pavimentação e do esgotamento sanitário. “A gente chega a passar mal com tudo isso, dá para ver claramente que aqui ninguém faz nada para melhorar a nossa vida”, reclamou.




(Foto: Maycon Nunes/Diário do Pará)


PERIGO


Na mesma via, Carlos Alberto Ribeiro, 65, contou que já foi assaltado na porta de casa, às 5h30, e questiona sobre as melhorias também na área da segurança pública.


Há mais de 30 anos morando na mesma casa, ele revela que também já sofreu atrás de cheque moradia, para que consiga reconstruir a sua residência. “A casa agora está no fundo, quando construí era na altura da rua. Agora quando chove, alaga tudo. Eu me sinto arrasado, sei que vieram verbas para o nosso bairro”, lamentou o idoso.


(Dominik Giusti/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS