Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


24°
R$

Notícias / Notícias Pará

Notícias Pará

Identificados os mortos na chacina do Tapanã. Veja!

segunda-feira, 29/10/2018, 22:01 - Atualizado em 30/10/2018, 00:10 - Autor:


A noite sangrenta no bairro do Tapanã, em Belém, nesta segunda-feira (29), contabilizou oito mortos e três feridos


De acordo com a Polícia Civil, as ocorrências foram na 5° Rua do Tapanã, rua Violeta, Feira do Tapanã, e na travessa Haroldo Veloso.


LEIA MAIS: Vídeos mostram motoqueiros fugindo após os crimes. Veja!


As vítimas fatais foram identificadas como: Fernando Pantoja Costa, 18 anos; Jacob Almeida Braga, 22;  Thiago Luiz Moraes dos Santos, de 23 anos; Vinicius dos Santos, 22; Monoel Evilasio Morais, de 22 anos; Diego Borges; Sávio Miller Silva; e Davi Thiago.


Os três feridos seguem na Unidade de Pronto Atendimento do Tapanã.


AS MORTES


Thiago Luiz Moraes dos Santos e Jacob Almeida Braga foram assassinados na rua das Violetas enquanto caminhavam e conversavam. Cada um recebeu 2 tiros após serem abordados por pelo menos 4 homens em 2 motocicletas. Os criminosos estariam de capacete. Não foram repassadas informações mais detalhadas sobre os jovens.

Na 5ª Rua, Fernando Pantoja Costa, 18 anos, foi morto com 2 tiros na frente da namorada. O casal estava sentado na calçada de uma unidade da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), quando os criminosos chegaram, também de moto, teriam pedido para a mulher se afastar do rapaz e atiraram. Familiares contaram que ele trabalhava como entregador de pizza e não tinha passagem pela polícia.


Moisés Pereira Moraes foi morto na Feira do Tapanã. Ele estava no box de frutas onde trabalhava, quando chegaram os atiradores de motocicleta e foram em direção à ele. Moradores contaram que ele era trabalhador


Manoel Evilásio dos Santos foi morto na rua Haroldo Veloso. Ele teria saído para comprar limão quando foi surpreendido pelos motoqueiros. Ele foi atingido com quatro tiros, a maioria na região da cabeça, disse a perícia.


DENÚNCIA


Com os crimes, o clima no bairro do Tapanã era tenso ao longo da noite de ontem. A população estava assustada e o policiamento ostensivo foi reforçado. Até o fechamento desta edição, ninguém havia sido preso. 


Segundo a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), o caso está sendo apurado por meio da Divisão de Homicídios, vinculada à Polícia Civil.


Qualquer informação pode ser repassada pelo Disque-Denúncia, no 181. O sigilo é garantido.


Viaturas percorreram o bairro em busca dos suspeitos. 


(DOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS