Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


24°
R$

Notícias / Notícias Pará

Notícias Pará

Lixão a céu aberto toma conta de trecho de via de Belém

terça-feira, 16/10/2018, 08:29 - Atualizado em 16/10/2018, 08:32 - Autor:


Moradores da travessa Enéas Pinheiro, no bairro da Pedreira, em Belém, não sabem mais o que fazer para se livrar do lixo acumulado na via. Metade do quarteirão entre a avenida Duque de Caxias e a travessa Visconde de Inhaúma está tomado por lixo e entulho. A quantidade é tão grande que uma parte da via encontra-se intrafegável, obrigando os carros a desviarem na contramão.


O problema dos lixões a céu aberto não tem atingido apenas a Pedreira e sim vários bairros de Belém na gestão do prefeito Zenaldo Coutinho, conforme o DIÁRIO vem denunciando constantemente. Em vários desses lugares, moradores reclamam da falta de coleta regular da sujeira.


Na Enéas Pinheiro, além do lixo domiciliar, tem sapatos, roupas, madeiras, restos de construção, pneus e até caixotes. Boa parte seria despejado ali por carroceiros. “Tem dia que tem muito mais que isso”, diz a moradora Rossilene Bandeira, 53. As pessoas ainda despejam resíduos no espaço destinado a travessia de pedestres, que são obrigados a passar pelo meio da rua ou atravessar para o outro lado.


RECLAMAÇÃO


O morador Francisco Assis, 52, diz que antes, a concentração do lixo era pequena, ficando apenas em frente ao muro de um clube social, mas há pouco mais de um ano vem aumentando, invadindo a área do canal da passagem Alacid Nunes.


“A gente não pode nem respirar. As crianças sofrem, sem contar o mau cheiro e a presença de urubu rondando as nossas casas”, reclama Assis. Além do lixo, o mato também predomina no local. Os moradores acreditam que se fechar o canal e ajeitar a calçada o problema poderá ser amenizado.


RESPOSTA


Sobre o lixo na Enéas Pinheiro, a Prefeitura de Belém disse que está atuando para recuperar pontos de descarte de lixo e fiscalizando esses locais para combater o descarte criminoso. Mais de 60 locais já foram recuperados na capital e estão livres do descarte irregular, diz a nota.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS