Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


28°
R$

Notícias / Notícias Pará

Notícias Pará

Especialista exalta potencial do Pará

sexta-feira, 24/08/2018, 07:54 - Atualizado em 24/08/2018, 07:54 - Autor:


Os principais aspectos e desafios do desenvolvimento do setor mineral foram discutidos, ontem, em um encontro de empresários paraenses. Promovido pelo Sindicato das Indústrias Minerais do Estado do Pará (Simineral) e Vale, com o apoio da Federação das Indústrias (Fiepa), o encontro trouxe a Belém o economista João Furtado, especialista em Estratégias e Políticas Industriais e Tecnológicas pela Comissão Econômica para a América Latina e Caribe (Cepal).


Para ele, o Pará tem o grande diferencial de ter sido o estado escolhido pelas maiores mineradoras do Brasil para realizar investimentos de longo prazo. “O maior investimento privado da indústria mineral do Brasil está no Pará”, destacou Furtado.


O economista atenta para o fato de que o Pará reúne condições para tais investimentos. Além de ser uma grande província mineral, o estado atraiu um grupo importante de empresas, abrindo espaço para novos investimentos.


Furtado defende a ideia de que os recursos naturais precisam ser transformados em riqueza e desenvolvimento a partir da inteligência de profissionais e com o uso de tecnologias. “Quem faz o desenvolvimento do Pará são os paraenses e não os que vêm de fora. O Estado é suficientemente inteligente e com pessoas capazes de construir o próprio caminho”, ressalta.


O presidente do Simineral, José Fernando Gomes Júnior, explicou que a palestra faz parte do ciclo de debates, outra estratégia da entidade em levar o tema da cultura mineral à sociedade. “Esse momento foi pensado para mostrar a todos a importância do desenvolvimento e, principalmente, como a mineração está trabalhando diretamente com a sociedade paraense, destacando as potencialidades que ela tem para todos nós”, comentou.


Em números, o setor mineral já gerou mais de 293 mil empregos e vai precisar de mais 60 mil até 2023. Até lá serão US$ 15 bilhões investidos com a ampliação e abertura de novas minas.


(Leidemar Oliveira/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS