Notícias / Pará

RELIGIÃO

Fiéis homenageiam Sant’Ana e São Joaquim

Sexta-Feira, 27/07/2018, 08:24:26 - Atualizado em 27/07/2018, 08:25:06 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Fiéis homenageiam Sant’Ana e São Joaquim (Foto: Fernando Araújo/Diário do Pará)
(Foto: Fernando Araújo/Diário do Pará)

Sob o badalar dos sinos da Paróquia de Sant’Ana, no bairro da Campina, a procissão que homenageou Sant’Ana e São Joaquim percorreu as ruas do centro comercial de Belém na manhã de ontem (26). Os santos são considerados os padroeiros dos avós e do comércio. 

Acompanhada da única neta, a pequena Maria Valentina, a autônoma Edilena Cirino, 57 anos, aproveitou o momento para pedir bênçãos a toda a família. “O que eu sempre peço é saúde para mim, para minha mãe, minha neta...”, enumerou. Moradora do município de Itaituba, sudoeste do Pará, Edilena veio pelo terceiro ano a Belém para acompanhar a procissão. Antes das imagens de Sant’Ana e São Joaquim saírem em procissão pelas ruas do comércio, por volta de 9h, os avós receberam uma bênção especial ao final da missa que antecedeu o cortejo. Além deles, o momento também foi especial para os comerciantes, já que os santos também são padroeiros da categoria. 

IMPORTÂNCIA

A aposentada Maria Augusta, 66 anos, nasceu e se criou na região do centro comercial de Belém e, todos os anos, faz questão de participar da procissão para agradecer pelas bênçãos alcançadas. “Fui consagrada, batizada e crismada nessa paróquia e continuo morando no Comércio”, contou. “Sant’Ana é a nossa grande protetora”. 

Vigário episcopal da Região de Sant’Ana na Arquidiocese de Belém, o cônego Gonçalo Vieira destacou a tradição da festividade que homenageia a santa. “Essa foi a segunda paróquia criada na região da Amazônia”, apontou, destacando também a importância dos santos. “Os avós, para a Igreja, resguardam o tesouro da sabedoria. Então devemos homenagear e honrar Sant’Ana e São Joaquim, assim como todos os avós”. 

Sant’Ana e São Joaquim são pais da Virgem Maria. A história conta que os dois eram estéreis e, por isso, não possuíam filhos já em idade avançada. Porém, um milagre fez com que Sant’Ana gerasse Maria, que teria nascido já com a missão de ser a mãe de Cristo. 

A festividade de Sant’Ana teve início no dia 22 de julho. A procissão marcou o último dia da festividade, encerrada com uma missa solene celebrada às 17h30 pelo bispo auxiliar de Belém, Dom Antônio de Assis. 

(Cintia Magno/Diário do Pará)





Comentários

Destaques no DOL