Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


31°
R$

Notícias / Notícias Pará

Notícias Pará

Vacinação contra a gripe no Pará é prorrogada até dia 20 de julho

terça-feira, 26/06/2018, 08:09 - Atualizado em 26/06/2018, 08:09 - Autor:


A campanha nacional de vacinação contra a gripe foi prorrogada pelo Ministério da Saúde desde ontem até o dia 20 de julho. No Pará, de acordo com o ministério, a cobertura vacinal foi de 78,70%, em balanço do último dia 21. A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) informou que novos dados sobre a cobertura ainda estão sendo inseridos no sistema de informação, mas que provavelmente com mais este período para vacinação, a meta de 90% será alcançada ou superada.


O grupo prioritário, ou seja, aquele mais vulnerável a adoecer e por isso o primeiro a receber as vacinas, começou a ser vacinado em 23 de abril. Fazem parte do grupo pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos, trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas – além dos funcionários do sistema prisional.


Agora, com a prorrogação da campanha, também podem recorrer às doses disponíveis crianças de cinco a nove anos e adultos de 50 a 59 anos. No Estado, 64 municípios já atingiram a meta de 90%, de acordo com a Sespa. Segundo Amiraldo Pinheiro, diretor do departamento de Epidemiologia da Sespa, a expectativa é que o Pará consiga superar a meta. “Ainda aguardamos dados do interior do estado e provavelmente a meta será atingida. A avaliação completa pode demorar até um mês para ser finalizada”, explicou o diretor do órgão público.


PROCURA


Mesmo com a meta ainda não atingida, a procura da vacina melhorou. A situação em alguns municípios é a seguinte: Ananindeua (55,78%), Altamira (95,14%), Belém (74,60%), Marabá (97,05%), Redenção (94,82%), Cametá (87,27%), Santarém (69,75%), Breves (82,56%), Capanema (72,07%), Paragominas (100,17%), Santa Izabel do Pará (95,14%), Soure (95,50%),


Barcarena (76,49%) e Castanhal (81,89%).


Em Belém, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) informou que primeiramente irá contabilizar o alcance da meta e caso alguma faixa grupo prioritário não alcance 90% de cobertura, será retomada a vacinação para esta faixa. “Após o cumprimento da meta, havendo disponibilidade de vacina, a coordenação municipal começa a seguir a recomendação do Ministério da Saúde e passar a vacinar crianças de cinco a nove anos de idade e adultos de 50 a 59 anos”, informou a Sesma, por meio de nota.


(Dominik Giusti/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS