Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


27°
R$

Notícias / Notícias Pará

Notícias Pará

Após teto ceder, mais problemas em campus da Uepa

terça-feira, 18/04/2017, 13:24 - Atualizado em 19/04/2017, 10:59 - Autor:


Estudantes da Universidade do Estado do Pará (Uepa) há tempos vem convivendo com problemas de infraestrutura. A denúncia foi feita ao DOL nesta terça-feira (18), um dia após o forro do campus ceder durante a chuva.


Veja imagens do prédio da Uepa


Após 


Cadeiras estão sucateadas e quebradas. (Foto: Via WhatsApp)


Segundo os estudantes, o campus está sucateado, há vazamentos nos banheiros, o banheiro feminino teve que ser interditado, lixeiras foram colocadas para coletar a água do vazamento do teto, os alagamentos são constantes.


“A sociedade precisa saber que a nossa universidade está abandonada tanto pelo Governo do Estado, quanto pela atual gestão, principalmente o campus I. Os alagamentos são constantes, oriundos da rampa de acessibilidade, que de acessível não tem nada, pois a pessoa com deficiência tem que subir três lances de escada para poder acessar a rampa para a biblioteca e auditório”, denuncia o estudante Rafael Lima.



Na entrada do banheiro feminino, um balde sinaliza a interdição. (Foto: Via WhatsApp)


O estudante faz um apelo e teme que o pior aconteça. “Façam esse favor a comunidade acadêmica, nós alunos estamos sofrendo com esse abandono. Muitos professores já andam dizendo que a qualquer hora algum teto pode desabar ou pegar fogo porque as condições estão precárias”, desabafa.


Ontem, parte do forro cedeu e a água ficou caindo pelo teto. A cena foi registrada pelos alunos, logo após chegarem na brinquedoteca do Centro de Ciências Sociais e Educação (CCSE), no campus localizado na travessa Djalma Dutra, no bairro do Telégrafo, em Belém.


Veja outras imagens do alagamento



Em nota enviada para o DOL, na manhã desta quarta-feira (19), a Universidade do Estado do Pará (Uepa), diz que os problemas ocasionados por uma infiltração no banheiro feminino no Bloco II já foram solucionados, eliminando, desta forma, a vazão e a utilização das lixeiras para coletar a água. 


Ainda segundo a nota, o forro da Brinquedoteca e do Serviço de Apoio Psicológico e Pedagógico (SAPP) já foi reparado.  O CCSE diz que o vazamento registrado nas imagens se deu por conta do entupimento de uma calha. A forte chuva da tarde do dia 17 arrastou resíduos de folhas secas para a tubulação, o que ocasionou o acúmulo de grande volume de chuva. Esta, por sua vez, encontrou saída no forro dos dois espaços. A Direção do Centro lamenta o ocorrido e garante que o retorno das atividades se deu de maneira imediata, com as medidas necessárias para manter a segurança da comunidade acadêmica.


Em relação ao acesso às rampas, o público com limitações locomotoras tem a disposição um elevador em pleno funcionamento, instalado próximo à Biblioteca Paulo Freire. A nota ressalta ainda que as passarelas de acessibilidade estão em sua primeira fase de implantação. A proposta é as demais rampas sejam instaladas de maneira gradual para promover o acesso a diversas áreas internas ou externas do campus.


O texto, em relação à infraestrutura, diz que a gestão do CCSE desenvolve um trabalho contínuo para melhorias na estrutura física do campus, ao longo do primeiro ano de sua administração.


(DOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS