Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


24°
R$

Notícias / Notícias Pará

Notícias Pará

Convênio assinado por Helder irá recuperar orla

domingo, 26/03/2017, 07:15 - Atualizado em 26/03/2017, 07:23 - Autor:


No último dia 17 de março, o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, e o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, assinaram um contrato que deve mudar a vida dos moradores de Mosqueiro. O projeto, de revitalização de toda a orla do distrito, irá transformar a imagem da bucólica, que vem sendo alvo de críticas de moradores, por causa da grande depreciação dos espaços de circulação da praia. Serão R$ 27 milhões investidos em 10 praias, o que deve melhorar o turismo e a vida de quem visita ou mora na ilha. Algumas praias, como a Paraíso, receberão até R$ 6 milhões em recursos.


Ao dar uma volta pela orla do distrito, é possível notar que várias das vias públicas da orla estão prejudicadas pela erosão, algumas com apenas metade trafegável. Calçadões destruídos e muros de contenção caídos põem em risco residências e estabelecimentos comerciais próximos e limitam a locomoção das pessoas. As obras serão principalmente para recompor as áreas danificadas de cada praia, assim como para erguer barreiras que protejam os limites das vias e calçadas da ação da maresia. Rampas e pontos de acesso para que pedestres cheguem às praias sem maiores dificuldades também serão construídas.


Prejuízos


Hoje, a praia do Marahu, por exemplo, não tem nenhuma pavimentação nem estrutura que contenha o avanço da água em períodos de maré alta. O pedreiro Anderson Silva, 23, que mora nas proximidades, conta que é comum a água invadir as casas nesses períodos, prejudicando os habitantes. “É difícil até se locomover por aqui”, relata.


Um pouco adiante, na Baía do Sol, uma mangueira alta, de raízes expostas, ameaça tombar em um pedaço da praia já parcialmente erodido. Segundo o morador Reginaldo Nunes, 56 anos, a situação já está assim há 4 anos. “Eu sempre tive vontade de fazer uma pousada, mas pra quem se nenhum turista fica aqui?”, acrescenta. “Esperamos que, agora, essa situação melhore”


Estruturas foram derrubadas pela maré


Outro pedaço problemático é a Murubira, que tem o calçadão do início da praia derrubado com o rombo já invadindo a pista. O problema da estrutura fraca atinge, inclusive, as casas litorâneas que, segundo Landa Oliveira, 35, tremem com as ondas da maré alta. “Antigamente a gente costumava vir com cadeiras para a beira da calçada, ficar sentadas sentindo o vento e aproveitando o fim da tarde. Agora não dá mais”, relembra.


Na praia do Chapéu Virado, faz falta o anfiteatro, que foi derrubado pela maresia anos atrás. A estrutura, que servia de espaço cultural para festivais, encontros e apresentações, quebrou quando não deu conta de resistir às onda que batiam por baixo da construção. Walter Cercal, um comerciante de 54 anos que tem um restaurante próximo de onde o anfiteatro se localizava, lamenta a perda. Mas ele acredita que as obras devem recuperar a imagem da ilha. “Faltava um planejamento melhor pra essa parte de Mosqueiro. Temos um potencial turístico incrível, precisamos de investimento que valorize isso”, comenta.


PING PONG


Ministro Helder Barbalho


P - A partir de quando os recursos poderão ser liberados?


R - Pelas parcerias daquilo que foi solicitado pela Prefeitura de Belém e aprovado pelo Ministério de Integração Nacional, a partir desta assinatura fica autorizado o processo de contratação de licitação. Os recursos serão repassados assim que o contrato estiver assinado pela Prefeitura e a contratante para a execução da obra.


P - Qual o ganho para a população dessa parceria com a prefeitura?


R - Acho que demos uma demonstração de que as relações institucionais e os interesses da sociedade devem prevalecer. A parceria do Ministério com Belém, da mesma forma que tenho feito com o Governo Estadual e outros municípios é a minha orientação e, acima de tudo, determinação. 


Prefeito Zenaldo Coutinho


P - Prefeito, o apoio do Governo Federal chega em boa hora?


R - Sempre estamos buscando parcerias e apoio, a gente agradece ao ministro Helder, ao presidente da República, Michel Temer, por conseguirmos mais essa parceria, necessária para a revitalização da Ilha do Mosqueiro. Já vamos fazer o lançamento do edital imediatamente para transformar em realidade essa assinatura. Belém acolhe de maneira respeitosa essa ajuda, e com responsabilidade diante das necessidades e dificuldades.


P - E os prazos?


R - Não gosto de falar em teorias. Vamos lançar o edital, e toda licitação tem prazos, que podem ser alterados. Prefiro aguardar, mas será o mais rápido possível.


(Arthur Medeiros)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS