Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


22°
R$

Notícias / Notícias Pará

Notícias Pará

Saiba como ensinar seu filho a lidar com dinheiro

domingo, 25/09/2016, 08:26 - Atualizado em 25/09/2016, 08:26 - Autor:


Com a proximidade do Dia das Crianças e um ímpeto para o consumo cada vez maior, torna-se fundamental o debate sobre o papel dos pais no desenvolvimento da educação financeira para os filhos. Diante de um cenário de consumismo e endividamento, ensinar como lidar com dinheiro e anseios é um dos principais desafios dos responsáveis.


Para Reinaldo Domingos, educador financeiro e presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), não é mais possível se omitir sobre esse tema, acreditando que só a escola é responsável. “Lembro que as famílias têm papel fundamental no significado que os filhos atribuem ao dinheiro”, afirma Reinaldo, que é autor de livros como “Terapia Financeira” e “Mesada não é só Dinheiro”. 



SONHOS


Segundo ele, a forma como se lida com seus recursos financeiros pode influenciar a maneira como a criança vai administrar seus bens no futuro. O especialista diz que muitos pais, que não receberam orientação dessa natureza, encontram dificuldade de transmitir esse tipo de conhecimento. Um dos caminhos para famílias educarem financeiramente seus filhos é estimular que esses identifiquem seus sonhos de curto, médio e longo prazos, ensinando a investigar quanto custam esses e, junto com os pais, começarem a poupar. “A partir dos 7 anos, isso pode se dar por meio de semanada ou mesada”, garante.


Afinal, é pela mesada que a criança vai aprender a lidar com o limite do consumo e o fato de que, para conseguir algo, é preciso ter paciência e aprender a poupar até atingir o objetivo. Os pais também não devem exagerar no valor, para não criar um hábito negativo. É preciso definir um valor e escolher um dia específico para dar. Dar dinheiro todo dia pode criar uma sensação de que sempre há mais para gastar. É importante, por fim, acompanhar quais os hábitos de gastos das crianças e conversar com eles sobre o melhor investimento.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS