Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
23°
cotação atual R$
Notícias Pará

Srta. Andreza lança pré-candidatura a vereadora

quarta-feira, 13/07/2016, 10:54 - Atualizado em 13/07/2016, 15:21 - Autor:


Vítima de repressão ou mesmo perseguição policial ou ainda envolvida em crimes como apologia e tráfico de drogas nas periferias de Belém e região metropolitana.


Independente de como você "interpreta" Andreza Ariani Castro de Souza, a "Senhorita Andreza", de 21 anos, uma coisa é certa: sua pré-candidatura a vereadora ocorreu na última segunda-feira (11), em Belém.


O evento, inclusive, por estratégia política ou mesmo gosto pessoal, foi realizado em uma festa de aparelhagem em uma casa de shows da capital parense.


 As imagens foram compartilhadas por Andreza em seu perfil nas redes sociais:



A publicação rendeu comentários tanto de apoio quanto de críticas e "conselhos".






POLÊMICA DO "EMBAÇAMENTO"


Em janeiro deste ano, um vídeo que mostar a Senhorita Andreza viralizou e se tornou meme nas redes sociais, influenciando até na linguagem diária entre os paraenses, especialmente na Grande Belém.


As expressões "sem embaçamento" e "fazer uma social" passaram a ser usadas em conversas banais e estratégias de propaganda.


A veiculação do vídeo, no entanto, não agradou parte da população e menos ainda a polícia.



Dias depois, Andreza foi presa com outras três pessoas, que teriam envolvimento com tráfico de drogas


Na época, a jovem foi indiciada por associação criminosa e por prática ilegal da profissão.


Em sua residência, a polícia encontrou petecas de maconha que estariam prontas para serem vendidas, além de cocaína e munição para armas, assim como materiais odontológicos.


O material pertencia à Andreza, que planejava atender em sua própria casa. "Eu mesma troco a 'liguinha' do meu aparelho. É fácil. Ia começar a fazer isto para outras pessoas", disse em depoimento.


TRANSFORMAÇÃO E POLÍTICA


Cerca de três meses depois, em liberdade, Andreza se transformou.


Ela se tornou um "ícone" da juventude negra da periferia paraense e filiou-se à União da Juventude Socialista (UJS), vinculada ao Partido Comunista do Brasil (PC do B).



Apesar do processo contra Andreza ainda tramitar na Justiça Paraense, não há nada que a impeça de disputar as eleições, visto que os impedimentos para uma candidatura são apenas para:


- Os que não possuem alistamento eleitoral (aqueles que não têm título de eleitor);


- Os analfabetos (que não sabem ler e escrever);


- Os que não tiverem nacionalidade brasileira;


- Os que não estão em dia com a Justiça Eleitoral;


- Os homens que não possuem a situação militar regularizada;


- Quem não estiver filiado a um partido político por pelo menos 6 meses antes da eleição;


- Quem não tiver o domicílio eleitoral no município que irá concorrer;


- Quem tiver menos de 18 anos de idade para o cargo de vereador, na data da posse;


- Quem tiver menos de 21 anos de idade para o cargo de prefeito, na data da posse.


Os pedidos de registro de candidatos devem ser apresentados pelos partidos políticos e coligações ao respectivo cartório eleitoral até às 19h do dia 15 de agosto de 2016.


Até lá, resta aguardar se a Senhorita Andreza será mesmo candidata nas próximas eleições.


(DOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS