Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$
PORTEL

Piratas atacam e roubam ambulancha no Marajó

O crime ocorrido na madrugada demonstra que os bandidos usaram da artimanha de passar mal para fazer com que o veículo parasse

sábado, 01/05/2021, 19:49 - Atualizado em 01/05/2021, 19:49 - Autor: DOL


Ambulancha Dona Maria Velha foi roubada nesta madrugada
Ambulancha Dona Maria Velha foi roubada nesta madrugada | Divulgação/Prefeitura de Portel

Após significativa queda nos números de casos de assaltos e roubos nas ruas das cidades paraenses, o registro de ações de piratas parece que seguem uma linha estável. A ação destes tipos de criminosos continua nos rios e nem mesmo em tempo de pandemia eles respeitam um serviço fundamental. 

Desta vez um caso inusitado ocorreu no Rio Pacajá, município de Portel, arquipélago do Marajó, no Pará, e deixou atônitos população e até a prefeitura. Uma ambulancha, de nome Dona Maria Velha, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi roubada por piratas. O crime ocorreu durante a madrugada deste sábado (1º).

Para investigar o fato, um inquérito policial foi aberto. Segundo informações da Secretaria de Saúde do município, a ambulancha, tipo de embarcação equipada  para fazer o socorro e se desloca pelos rios, foi acionada para atender um homem que sofreu escoriações após cair de uma árvore, contudo, no caminho a equipe foi abordada por três assaltantes que estavam em uma embarcação conhecida como rabeta. 

Para fazer com que a ambulancha parasse um dos piratas simulou que passava mal e então o assalto foi anunciado.

De acordo com a prefeitura de Portel, essa é a única embarcação voltada para este tipo de serviço no município e o temor agora é que os bandidos retirem o motor e afundem a mesma.

O Grupo Tático Operacional da Polícia Militar e da Polícia Civil de Breves foram deslocados para reforçar o policiamento e fazer buscas na área. De Belém, uma força-tarefa foi enviada a bordo de uma lancha blindada.

Quem tiver alguma informação pode ligar para o Disque Denúncia através do número 181 ou pelo whatsapp (91) 98115-9181. O denunciante não precisa se identificar.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS