Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$
TURISMO

Algodoal terá terminal hidroviário reconstruído

O governador Helder Barbalho assinou, nesta sexta-feira (30), a Ordem de Serviço para reconstrução do Terminal Hidroviário de Algodoal, no município de Maracanã. A obra beneficiará diretamente mais de 30 mil habitantes.

sexta-feira, 30/04/2021, 18:35 - Atualizado em 30/04/2021, 18:35 - Autor: Agência Pará


Para explorar as belezas de Algodoal só se for pé ou de carroça.
Para explorar as belezas de Algodoal só se for pé ou de carroça. | Márcio Ferreira/Agência Pará

Algodoal é uma ilha de pescadores, transformada em Área de Preservação Ambiental (AP), que reúne as praias bonitas e sossegadas do Pará. Rústica, é acessível por barcos, não sendo permitida a circulação de carros - as únicas maneiras de explorar as belezas da região são a pé ou de carroça. 

Com objetivo de fomentar a atividade turística e atender à população , o governador Helder Barbalho assinou na tarde desta sexta-feira (30) a Ordem de Serviço para reconstrução do Terminal Hidroviário de Algodoal, no município de Maracanã, na região Nordeste. A obra - importante para o transporte, a economia local e o turismo - beneficiará diretamente mais de 30 mil habitantes.

"Algodoal faz parte de Maracanã, mas é de todo o Pará, e todos nós nos orgulhamos muito do que Algodoal representa para o nosso Estado. Essa obra também representa geração de emprego e renda nessa comunidade. Temos duas importantes vocações nessa região: pesca e agricultura, e turismo. Temos que cuidar do turista, mas primeiro do povo daqui, pois se a população estiver feliz, o turista também vai estar", garantiu o governador.

O Terminal será construído pela Companhia de Portos e Hidrovias do Pará (CPH), destinado a oferecer melhores condições de mobilidade aos moradores da vila e das localidades próximas, e também aos visitantes que buscam Algodoal por seus encantos naturais. Para a ilha, o transporte hidroviário é o principal meio de locomoção. O presidente da CPH, Abraão Benassully, destacou que a assinatura da Ordem de Serviço representa o investimento do Estado na melhoria da comodidade para o morador e o turista. 

O barqueiro José Ribamar Rabelo acredita que, com o Terminal Hidroviário, seu trabalho vai melhorar bastante, pois terá uma estrutura de qualidade para receber os turistas. "Esse Terminal é a realização de um sonho", disse José Ribamar.

Estrutura para o turista - O prefeito de Maracanã, Reginaldo Carrera, agradeceu ao governo do Estado pelo cuidado com a Ilha de Algodoal. "Algodoal tem um grande potencial turístico, e o Estado reconhece isso com as melhorias que tem feito aqui", ressaltou o gestor.

Plataforma e rampas - Após a reconstrução, o Terminal Hidroviário será entregue com cadeiras confortáveis e sala de espera para 50 pessoas; banheiros; quatro guichês para vendas de passagens; lanchonete; loja para venda de artesanato e bebedouro. O projeto também inclui sistema de captação de água pluvial para reuso. As instalações elétricas e hidrossanitárias serão renovadas, assim como a sinalização e a plataforma de embarque das carroças - único veículo permitido nas brancas areias de Algodoal.

Já a obra naval consiste na instalação de duas rampas biarticuladas metálicas cobertas e flutuante metálico coberto, para embarque e desembarque de passageiros.

A obra será executada dentro da Área de Proteção Ambiental (APA) de Algodoal Maiandeua, que abrange 3.100,34 hectares. A estrutura hoje utilizada para embarque e desembarque de passageiros está em condições precárias, fora dos padrões estabelecidos pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). O local não possui conjunto naval e nem proporciona acessibilidade e segurança aos usuários, que precisam colocar os pés na areia e na água para embarcar e desembarcar na ilha.

O ato de assinatura da Ordem de Serviço foi acompanhado também pelo chefe da Casa Civil da Governadoria, Iran Lima; secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado; comandante-geral da Polícia Militar do Pará, coronel Dilson Júnior; deputado federal Hélio Leite (DEM), e deputados estaduais Junior Hage (PDT), Cilene Couto (PSDB) e Wanderlan Quaresma (MDB).

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS