Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$
DESTAQUE

Santa Izabel é a 5ª cidade que mais gerou empregos no Pará

O município empregou mais de 1.100 pessoas entre os meses de janeiro e março de 2021

sexta-feira, 30/04/2021, 15:55 - Atualizado em 30/04/2021, 15:55 - Autor: Redação


Santa Izabel do Pará (foto) ocupa o quinto lugar na maior geração de empregos formais durante o primeiro trimestre de 2021
Santa Izabel do Pará (foto) ocupa o quinto lugar na maior geração de empregos formais durante o primeiro trimestre de 2021 | Divulgação

A crise provocada pela pandemia do novo coronavírus levou muitos brasileiros ao desemprego. Indo na contramão das estatísticas, o Pará se destacou na geração de empregos durante o primeiro trimestre deste ano.

Entre os municípios que mais se destacaram, está Santa Izabel do Pará, localizado na Região Metropolitana de Belém, ocupando o 5º lugar com maior geração de empregos formais no primeiro trimestre de 2021.

A análise foi feita pela Prefeitura de Santa Izabel e usa os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), ligado ao Ministério da Economia, que leva em consideração o número de contratações e demissões nos meses de janeiro a março de postos de trabalho com carteira assinada.

Na Região Metropolitana de Belém, Santa Izabel ocupa a 2ª posição, atrás apenas do município de Ananindeua. Entre os setores que mais contribuíram para o saldo positivo de Santa Izabel estão o comércio e o setor de serviço. Atualmente, o município possui 7.889 empregos de carteira assinada.

Em números, Santa Izabel do Pará registrou 1.108 novos empregos e 447 desligamentos do mercado de trabalho entre os meses de janeiro e março de 2021. O saldo positivo é de 661 contratações a mais que demissões. Contribuíram para o resultado positivo de Santa Izabel do Pará as melhorias na infraestrutura da cidade, desburocratização na abertura de empresas, maior rapidez na criação de MEI, na qualificação da mão obra e na saúde financeira da máquina pública nos últimos anos.

Outro fator determinante para os números é a preocupação da gestão municipal em manter a economia ativa, mesmo em tempos de pandemia, com a adoção de medidas mais flexíveis a fim de evitar prejuízos maiores aos setores.

Santa Izabel tem atraído vários empreendimentos no setor de serviços e recentemente inaugurou a primeira etapa de um grande complexo de distribuição de alimentos no entorno do Distrito de Americano. 

EXEMPLO NO CONTROLE DA COVID-19

Em 2021, Santa Izabel do Pará foi um dos primeiros municípios a se antecipar nas medidas de prevenção à Covid-19 antes do pico da segunda onda da doença, com a utilização de atomizadores de desinfecção nas ruas, ações educativas no comércio, disponibilização de medicamentos e investimentos na área da saúde pública. 

Essas medidas que evitaram uma taxa maior de contaminação pelo novo coronavírus e ajudaram o poder público municipal a antecipar a flexibilização das atividades antes da capital Belém. Mantendo, assim, maior fôlego para a economia superar os prejuízos causados pela paralisação das atividades.

O RANKING DO SALDO DE EMPREGOS

O ranking do saldo de empregos de carteira assinada no Estado do Pará apresenta como os dez primeiros colocados os municípios de Parauapebas (+2.183), Ananindeua (+1.185), Canaã dos Carajás (+1.099), Pacajá (+762), Santa Izabel do Pará (+661), Capanema (+595), Belém (+580), Santarém (+513), Redenção (+448) e Marabá (+434).

Os piores saldos de empregos no primeiro trimestre de 2021 são dos municípios de Santa Bárbara do Pará (-119), Oriximiná (-285) e São Miguel do Guamá (-300).

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS