Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
ECONOMIA

Pará lidera ranking do emprego no Norte no 1°trimestre

todos os Estados do Norte do Brasil apresentaram crescimento nas vagas formais, com destaque para o Pará com a geração de 4.152 postos de trabalhos.

quarta-feira, 28/04/2021, 15:56 - Atualizado em 28/04/2021, 15:56 - Autor: DOL


Pará teve saldo positivo de mais de 4 mil postos de trabalho no mês de março
Pará teve saldo positivo de mais de 4 mil postos de trabalho no mês de março | Reprodução

O Pará fecha o mês de março com saldo positivo da geração de empregos formais no Estado e demais regiões, no primeiro trimestre deste ano (Jan-Mar/2021) e também nos últimos 12 meses. As informações são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério da Economia. 

De acordo com o CAGED, o Pará foi o Estado na Região Norte que apresentou a maior geração de empregos formais e no ranking nacional, sendo o sexto Estado do país com a maior geração de empregos formais no comparativo entre admitidos.

O estudo também faz parte do projeto do Observatório do Trabalho do Estado do Pará, parceria entre o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos e o Governo do Estado do Pará (DIEESE), através da Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (SEASTER).


SALDO POSITIVO

Segundo o DIEESE/PA , foram feitas 28.704 admissões contra 24.552 desligamentos, gerando um saldo positivo de 4.152 postos de trabalhos formais. No mesmo período do ano passado (Março/2020), a situação foi inversa, pois houve queda na geração de empregos formais. Foram feitas naquela oportunidade (Março/2020), 24.066 admissões contra 26.437 desligamentos, gerando um saldo negativo de 2.371 postos de trabalhos no setor formal. 

Ainda segundo os levantamentos, no mês de Março/2021, a grande maioria dos Setores Econômicos do Estado apresentaram saldos positivos, com destaque para o setor serviços com a geração de 3.054 postos de trabalhos, seguido do setor comércio com a geração de 873 postos de trabalhos e do setor da Agropecuária com a geração de 241 postos de trabalhos. Também no mês de Março/2021, apenas o Setor da Indústria em Geral apresentou queda na geração de empregos formais, com as perda de 36 postos de trabalhos formais.

No mesmo período do ano passado (Março/2020), a situação foi inversa, pois houve queda na geração de empregos formais. Foram feitas naquela oportunidade (Março/2020), 24.066 admissões contra 26.437 desligamentos, gerando um saldo negativo de 2.371 postos de trabalhos no Setor Formal da Economia. 

No mês de Março/2021, a grande maioria dos setores econômicos do Estado apresentaram saldos positivos, com destaque para o setor serviços com a geração de 3.054 postos de trabalhos, seguido do setor comércio com 873 postos de trabalhos e do setor da agropecuária com a geração de 241 postos. Também no mês de Março/2021, apenas o setor da indústria em geral apresentou queda na geração de empregos formais.

O Estudo produzido pelo DIEESE/PA, também analisou a situação da geração de Empregos Formais nos demais Estados da Região Norte no mês de Março/2021. No período analisado, todos os Estados da Região Norte do Brasil apresentaram crescimento, com destaque para o Pará com a geração de 4.152 postos de trabalhos, seguido do Estado do Amazonas com a geração de 1.855 postos de trabalhos e do Estado do Tocantins com a geração de 1.408 postos de trabalhos.

No mês de Março/2021, foram feitas em toda a Região Norte, 65.775 admissões contra 56.831 desligamentos gerando um saldo positivo de 8.944 postos de trabalhos formais.

CONFIRA A TABELA NACIONAL NA GERAÇÃO DE EMPREGOS!

 

Reprodução
 



Pará teve saldo positivo de mais de 4 mil postos de trabalho no mês de março
Pará teve saldo positivo de mais de 4 mil postos de trabalho no mês de março | Reprodução
Pará teve saldo positivo de mais de 4 mil postos de trabalho no mês de março | Reprodução

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS