Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$
NEGOCIAÇÃO

Rodoviários da Monte Cristo retornam ao trabalho após acordo

Os funcionários cruzaram os braços após quatro meses com atraso nos salários e tickets.

sexta-feira, 23/04/2021, 08:46 - Atualizado em 23/04/2021, 08:46 - Autor: Diário Online


Os trabalhadores aceitaram a proposta de forma unânime e por volta das 6h30 da manhã retornaram ao trabalho.
Os trabalhadores aceitaram a proposta de forma unânime e por volta das 6h30 da manhã retornaram ao trabalho. | Toni Gonçalves

Cruzar os braços e paralisar as atividades para reivindicar os direitos trabalhistas, como vale alimentação e salários atrasados é uma forma de protesto que em muitos casos surtem efeitos positivos.

Após quatro meses de queixas e reivindicações, os rodoviários da empresa Monte Cristo, que paralisaram no último dia 22, aceitaram o acordo com a patronal e voltaram ao trabalho nesta sexta-feira (23).

A categoria se reuniu nesta manhã em frente a garagem da empresa, localizada na avenida Visconde de Inhaúma, no bairro do Marco, onde foi feita uma assembleia geral e a empresa propôs uma regularização nos tickets alimentação e pagamento de férias.

No entanto, a única pendência foi com relação as férias do mês de março, onde a empresa irá pagar em duas vezes. Além do dia em que os funcionários paralisaram as atividades, esse também não será descontado. 

VEJA TAMBÉM! 

Grande Belém sai de bandeiramento vermelho; veja mudanças

Belém encerra etapa de vacinação para acima de 60 anos

Os trabalhadores aceitaram a proposta de forma unânime e por volta das 6h30 da manhã retornaram ao trabalho. 

Ontem (22) o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Altair Brandão, havia afirmado que o órgão tentou segurar a paralisação, mas os trabalhadores não aguentavam mais o atraso salarial. Segundo ele "tentamos por várias vezes evitar essa situação, até por conta da aglomeração, mas estamos há quatro meses tentando negociar com a empresa para que ela pague o salário dos funcionários. E hoje, estamos aqui para tentar negociar".

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS