Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
Gripe H1N1

Vacinação começa na segunda-feira

Fique atento às orientações para as duas campanhas de imunização em curso. Saiba quantos dias é preciso esperar entre uma vacina e outra

quinta-feira, 08/04/2021, 16:33 - Atualizado em 08/04/2021, 16:41 - Autor: Agência Belém


Começa na próxima segunda-feira (12), a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe H1N1 em Belém. A ação vai coincidir com o programa de imunização contra a Covid-19 realizada pela Prefeitura de Belém.

Com duas campanhas de vacinação realizadas ao mesmo tempo é importante destacar que a pessoa que receber a vacina contra a Covid-19 precisa esperar 14 dias para ser imunizada contra a gripe H1N1.  Se estiver com sintomas gripais é preciso esperar o fim dos sintomas para receber o imunizante.  

O diretor de vigilância à saúde da Sesma, Cláudio Salgado, enfatiza a importância da vacina contra a gripe. “A influenza é uma infecção viral aguda  que afeta o sistema respiratório e é de alta transmissibilidade. Para vacinar o maior número possível de pessoas serão 59 pontos de vacinação entre o hospital Naval, hospital da Aeronáutica e qualquer uma das Unidades Básicas de Saúde  da cidade. É só o cidadão escolher o mais perto da casa dele”, orienta.

A primeira etapa da vacinação contra a gripe vai até o dia 10 de maio e atenderá crianças de 6 meses a 6 anos, gestantes, puérperas, povos indígenas e trabalhadores da saúde. A meta é vacinar 171.768 nessa fase.

 A segunda fase da campanha, voltada para idosos de 60 anos ou mais e professores, será de 11 de maio a 08 de junho.  A última etapa será realizada de 09 de junho a 09 de julho, para atender pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo de passageiros, trabalhadores portuários, funcionários do sistema prisional, forças armadas, forças de segurança e salvamento, população privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas.

 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS