Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$
NO LIMITE

Covid-19: Rede privada de Belém está no limite de atendimento

Colapso na redes municipal de saúde da RMB e privada fez o governador decidir por medidas mais restritivas.

sábado, 13/03/2021, 18:45 - Atualizado em 13/03/2021, 18:56 - Autor: DOL


Imagem ilustrativa da notícia Covid-19: Rede privada de Belém está no limite de atendimento
|

Após a saúde pública do município de Belém entrar em colapso neste sábado (13), devido à alta demanda de pacientes com Covid-19, a situação nos hospitais privados não é diferente.  A situação em dois dos maiores hospitais de Belém é crítica.

No Hospital Porto Dias, um dos maiores da capital paraense, a situação é muito delicada, pois  segundo uma fonte do próprio hospital, todas as 80 vagas de UTIs estão ocupadas no momento. Com 350 pacientes internados, 95 leitos em UTI, o Hospital Porto Dias bate recorde de ocupação. Nas últimas horas, o pronto socorro atende apenas quando abre uma vaga. Diante da grave situação, a direção do hospital optou por dividir os pacientes entre o prédio novo (para covid) e o mais antigo (pacientes não-covid), evitando fluxos cruzados e risco de contaminação. A medida é importante pois outras doenças graves, que necessitam de cirurgias e outros cuidados, coexistem com essa nova onda da pandemia.

UNIMED

Nos hospitais da Rede Unimed a situação também está no limite e com alta taxa de internação. Pacientes pelos corredores, desespero para conseguir atendimento e um longo tempo de espera sem saber ao certo se conseguirá ser atendido. Alguns pacientes chegam a ficar mais de 24 horas aguardando por um leito, que muitas vezes, não chega.

Devido a ao excedente de pacientes de covid-19, o plano de saúde privado informou que mais de 100 leitos estão em processo de estruturação, em diversos hospitais da rede prestadora para garantir o atendimento aos beneficiários suspeitos ou confirmados com covid-19. 

A Unimed Belém informou, também, que continua reforçando o atendimento e a estrutura para atender o aumento na procura por atendimento de vítimas da pandemia. Para ajudar no suporte, às unidades de pronto-atendimento, clínica Parquemed, localizada na rodovia Augusto Montenegro, as clínicas Unigastro, no Umarizal, e Unineuro, na Pedreira, passaram a atender, exclusivamente, os clientes da cooperativa com os sintomas leves da doença. Além de que, será ativado um anexo, na área da Unidade Doca, para suprir a demanda excedente.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS