Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$
COMBATE AO CORONAVÍRUS

Prefeitura de Belém amplia leitos exclusivos para pacientes com Covid

Os novos leitos ficam no Hospital Redentor, no bairro do Umarizal.

quarta-feira, 10/03/2021, 08:43 - Atualizado em 10/03/2021, 09:00 - Autor: Com informações Agência Belém


Os novos leitos começaram a funcionar ainda ontem, a partir das 19h, com o encaminhamento dos pacientes, por meio da Central de Regulação.
Os novos leitos começaram a funcionar ainda ontem, a partir das 19h, com o encaminhamento dos pacientes, por meio da Central de Regulação. | João Gomes/Comus

A Prefeitura de Belém, através da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), ampliou o número de leitos na capital. Agora serão mais 25, distribuídos em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e clínicos, para atender pacientes com Covid -19. 

Os novos leitos ficam no Hospital Redentor, localizado na avenida Senador Lemos, no bairro do Umarizal, e foram visitados no final da manhã desta terça-feira (9) pelo prefeito de Edmilson Rodrigues, junto do secretário de saúde de Belém, Maurício Bezerra, e da gestora hospitalar do Redentor, Diane Palmeira. Eles conheceram a estrutura dos16 leitos clínicos e das nove UTIs, que ficam no terceiro andar do hospital. 

"É o início de um trabalho de parceria da prefeitura com um hospital privado, para ampliar a rede de assistência hospitalar. Teremos leitos clínicos e de UTI para atender casos exclusivos de Covid", explicou Edmilson Rodrigues.

Os novos leitos começaram a funcionar ainda ontem, a partir das 19h, com o encaminhamento dos pacientes, por meio da Central de Regulação. "A população deve procurar, primeiramente, as UPAs ou os prontos-socorros, pois dependendo da avaliação e da necessidade, eles serão encaminhados para os leitos", explicou o secretário de Saúde.

Suporte

Além dos leitos, a rede municipal de saúde também vai ampliar o atendimento de casos leves e moderados de covid-19. A partir da próxima semana, cerca de dez tendas serão montadas, em anexo às cinco Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e em outros pontos da capital, para o primeiro atendimento a pacientes com Covid. "Estamos montando essas mini clínicas para tirar a demanda das UPAs e não prejudicar o atendimento dessas unidades para pessoas que sofrem de outras doenças", explicou o prefeito Edmilson. 

O espaços são para agilizar o atendimento com consultas, exames e, caso seja necessário, testes de Covid. "Estas medidas são para conduzir melhor os casos leves de Covid, evitando a hospitalização", explicou Maurício Bezerra.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS