Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
FURA FILA

Filha de amigo da prefeita de Abaetetuba ganhou vacina vip

Apesar de não se tratar de profissional da área de saúde, Carla Niandra classifica-se como uma trabalhadora do serviço de saúde, diz a prefeitura

sexta-feira, 05/03/2021, 10:10 - Atualizado em 11/03/2021, 10:16 - Autor: Redação


Nas redes sociais, Niandra se declara para seu amado, que é amigo da prefeita.
Nas redes sociais, Niandra se declara para seu amado, que é amigo da prefeita. | Reprodução Facebook

Uma jovem que supostamente trabalha como assistente administrativa na prefeitura de Abaetetuba, nordeste paraense, está sendo acusada pelos moradores de ter furado a fila da vacinação contra a covid-19 na cidade.

Carla Niandra, que seria filha de um servidor aliado à prefeita da cidade, Francineti Carvalho (PSDB), foi imunizada nesta semana, enquanto apenas 3.527 profissionais da saúde e idosos o município foram vacinados até o momento.

A prefeitura da cidade, mesmo com todas as evidências de fraude, negou que Niandra tenha sido imunizada indevidamente. A prefeitura de Abaetetuba confirmou que a jovem não é profissional da saúde, mas teve direito à vacina porque trabalha como agente administrativa na Secretaria de Saúde da cidade.

O caso, conhecido mundialmente como “vacina vip”, que é quando amigos de políticos ganham a vacina, está gerando revolta em parte da população que teve acesso à informação.

Nas redes sociais da jovem não há nenhum tipo de referência ao cargo dela na Secretaria de Saúde de Abaetetuba. No Facebook, Carla Niandra se declara como sócia proprietária da construtora de Carlos Alberto Santos Monteiro, amigo pessoal da prefeita e membro do PSDB na cidade.


VEJA A NOTA DA PREFEITURA NA ÍNTEGRA

Carla Niandra é contratada da Prefeitura de Abaetetuba, na função de agente administrativa lotada junto à Secretaria de Saúde, portanto, compõe o público-alvo da 1ª fase do PPV-COVID-19, sendo importante frisar que a vacinação da referida servidora não se deu na etapa destinada à imunização de profissionais da linha de frente.

Ademais, apesar de não se tratar de profissional da área de saúde, Carla Niandra classifica-se como uma trabalhadora do serviço de saúde, já que atua neste setor e realiza atendimento à população e aos profissionais lotados em unidades de atendimento direto a pacientes com síndrome gripal.

Dito isto, insurge-nos esclarecer, que o Município apenas cumpriu e vem cumprindo com as orientações do Governo Federal, que através do “Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19”, determina como público alvo, os trabalhadores da saúde – dentre os quais, destaca-se a orientação do Ministério da Saúde, que inclusive ressalta:

“Cabe esclarecer que TODOS os trabalhadores da saúde serão contemplados com a vacinação, entretanto a ampliação da cobertura desse público será gradativa, conforme disponibilidade de vacinas. Ressalta-se ainda que as especificidades e particularidades regionais serão discutidas na esfera bipartite (Estado e Município)”.

Ademais, cumpre esclarecer também, que o senhor Carlos Alberto Santos Monteiro não trabalha diretamente com a Prefeita Municipal, como apontado no questionamento. O referido servidor é lotado na Secretaria Municipal de Educação, como componente do Núcleo de Infraestrutura Educacional.

Dessa feita, a Prefeitura informa, ainda, que até a data de 03 de março, foram aplicadas 3.527 doses de imunizante contra a Covid-19, em profissionais da saúde (nas redes pública e privada) e idosos a partir de 80 anos.

Ao final, importante esclarecer ainda, que trabalha seriamente no grupo enfrentamento à Pandemia e a vacinação é realizada mediante total regularidade e atenção às orientações do PPV-Covid-19, do Governo do Estado.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS