Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$
SELEÇÃO

Paraenses são selecionadas para seletiva da escola Bolshoi no Brasil

A primeira etapa foi o envio de vídeos com o desempenho das bailarinas. As audições presenciais começam em março

sexta-feira, 26/02/2021, 18:17 - Atualizado em 26/02/2021, 18:17 - Autor: Com informações da assessoria


Victoria Nogueira e Maite Gamelas, de 10 e 11 anos, já se sentem vitoriosas por se classificarem para a seleção nacional da Escola de Teatro Bolshoi no Brasil
Victoria Nogueira e Maite Gamelas, de 10 e 11 anos, já se sentem vitoriosas por se classificarem para a seleção nacional da Escola de Teatro Bolshoi no Brasil | Reprodução

Fazer parte de uma das maiores escolas de balé do mundo é o sonho de toda bailarina. As paraenses Victoria Nogueira e Maite Gamelas, de 10 e 11 anos, e já se sentem vitoriosas por se classificarem para a seleção nacional da Escola de Teatro Bolshoi no Brasil, única filial de uma das maiores escolas de ballet do mundo. As meninas embarcam para Joinville, Santa Catarina, já no mês de março para participarem da seletiva nacional.

“Fiquei muito feliz em ter passado. Desde o início, estava acreditando em mim. Estou muito ansiosa para o dia da audição”, conta Maitê. Já sua mãe, Danielle Gamelas, procurou não criar tantas expectativas. “Preparei minha filha caso ela não fosse selecionada. Por isso, foi uma surpresa muito grande pra mim”, explica Danielle.

A primeira etapa da seleção foi realizada a partir do envio de vídeo com a perfomance das bailarinas. A próxima fase, com audição presencial, será em Joinville, na sede do Bolshoi no Brasil, nos dias 19 e 20 de março.

Além de Victoria e Maite, participaram também da seleção as pequenas Maria Alice Brusque e Rafaela Landin, de 9 e 12 anos, respectivamente, que fazem aulas de balé no mesmo espaço de dança. A mãe de Maria Alice fala do sentimento da filha ao saber que as amigas foram selecionadas. “Apesar da minha filha não ter passado, ela ficou muito feliz e emocionada pela conquista das amigas”, conta.

As meninas fazem aula de balé desde os cinco anos de idade no Espaço de Dança do Grêmio Literário e Recreativo Português. “Pra nós é uma honra muito grande revelar talentos da dança no Estado. Vi as meninas crescerem e a habilidade delas é nítida desde sempre. Como professor, estou muito orgulhoso”, expressa Marcelo Riva, coordenador do espaço de dança do clube.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS