Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
SEIS MORTOS

Moradores de Mãe do Rio estão apavorados após chacina; assassinos ainda não foram identificados

A Polícia Civil informou hoje que não descarta a possibilidade de que a chacina tenha sido cometida por milicianos. Moradores não têmm dúvidas sobre isso.

quinta-feira, 25/02/2021, 21:20 - Atualizado em 25/02/2021, 21:44 - Autor: Igor Reis


Imagem ilustrativa da notícia Moradores de Mãe do Rio estão apavorados após chacina; assassinos ainda não foram identificados
| Via WhatsApp

O clima de medo invadiu a pacata cidade de Mãe do Rio, no nordeste paraense. Após a chacina ocorrida na noite de ontem (24), os moradores evitam sair nas ruas e sentem medo apenas em ver um veículo se aproximar, temendo que seja alguém envolvido com o grupo de extermínio que matou seis pessoas no bairro Novo Horizonte.

Nesta quinta-feira (25), o prefeito da cidade, Doido Rabelo (MDB), recebeu o Secretário de Segurança Pública do Estado, Uálame Machado e o Diretor Geral da Polícia Civil, Walter Rezende, para contar a situação do município após a noite de terror. Nenhum dos assassinos foi encontrado ou preso até o momento.

“Está todo mundo da cidade com medo. Se passa um carro, todos ficam assustados e alguns entram para suas casas. Toda cidade está assim. Anoitece e todo vai para casa, o comércio fechou mais cedo. Tudo por medo dessa situação”, diz Pedro Edvan, correspondente da RBA TV que esteve hoje no local acompanhando a situação.

Três corpos foram levados para o IML de Castanhal e três para o de Paragominas.

A Polícia Civil informou hoje que não descarta a possibilidade de que a chacina tenha sido cometida por milicianos, que agiram em retaliação a um atentado sofrido por um PM pela manhã do mesmo dia. Moradores do local não têm dúvidas disso.

ENTENDA

Relatos de moradores que circulam em aplicativos de mensagens mostram o horror da situação. Segundo os testemunhos, pelo menos três homens encapuzados dentro de um veículo circularam na invasão matando pessoas. Primeiramente, eles mataram pessoas que estavam na rua e, em seguida, dentro de um velório que estava acontecendo.

Os moradores relacionam a chacina a uma retaliação pelo crime contra o policial militar ocorrido pela manhã.

“Teve quatro atentados aqui no mesmo bairro. É tudo verdade, tem pelo menos cinco mortos na invasão gente”, diz uma moradora, que pediu para não ser identificada.

A Segup informou ainda que Equipes das Polícias Civil e Militar estão apurando as circunstâncias do crime e fazem diligências na área.

A secretaria diz que o policiamento na cidade foi reforçado por guarnições das PMs, Ronda Tática Metropolitana (Rotam), Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE da Polícia Civil), peritos do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, além de uma equipe da Corregedoria da Polícia Militar.

Nesta quinta-feira, representantes dos órgãos que compõem a segurança pública do Estado seguem para Mãe do Rio para acompanhar de perto as investigações.

PM SOFREU ATENTADO

O cabo da Polícia Militar identificado como Oscar sofreu uma tentativa de homicídio quando saía de um posto de combustíveis da cidade.

Um homem em uma moto atirou contra o PM, que revidou e conseguiu atingir seu algoz mortalmente.

O PM ferido foi transferido de helicóptero para um hospital da região metropolitana  de Belém. Ainda não há notícias atualizadas sobre seu estado de saúde.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS