Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
SALDO POSITIVO

Pará gera 115 mil empregos com obras em infraestrutura de transportes

As frentes de construção e pavimentação de novas rodovias, pontes e aeródromos abrem cerca de 35 mil empregos diretos e quase 71 mil, indiretos

domingo, 21/02/2021, 12:53 - Atualizado em 21/02/2021, 12:53 - Autor: Agência Pará


Imagem ilustrativa da notícia Pará gera 115 mil empregos com obras em infraestrutura de transportes
| Reprodução/Agência Pará

A pandemia do coronavírus agravou ainda mais a crise do desemprego em todo o Brasil, no entanto, a saúde financeira do Governo do Pará permitirá que sejam investidos nos próximos dois anos R$ 2 bilhões, em obras de infraestrutura de transportes em  todas as regiões de integração do Estado. Essa iniciativa vai gerar no  biênio 2021/2022, 35 mil empregos diretos e quase 71 mil empregos indiretos, algo próximo de 115 mil novos postos de trabalhos em frentes de construção e pavimentação de novas rodovias, pontes e aeródromos.

O saldo positivo na oferta de empregos é uma linha em ascensão iniciada, ainda, no biênio 2019 e 2020, quando foram gerados 8.941 empregos diretos e 17.983 empregos indiretos no setor de infraestrutura de transportes. Na prática, isso permitiu que jovens acessassem o primeiro emprego.

Ronald da Conceição é um exemplo entre centenas de trabalhadores que conquistaram uma vaga no mercado de trabalho com as ações de infraestrutura do governo estadual. Já Cleidson Albuquerque pôde retornar ao trabalho formal, aproveitando a mesma oportunidade com as obras.

Os dois são moradores de Barcarena e trabalham na construção, pavimentação com implantação de acostamento da PA-483, (Alça Viária).  Ronald da Conceição entrou na equipe como servente de pedreiro. “Acabei meu ensino médio e achei que ia demorar para arrumar trabalho, mas a obra veio para perto da nossa cidade e fui contratado. Estou mais de um ano com carteira assinada”, comemorou ele.

Uma orientação do governador Helder Barbalho, por ocasião do lançamento das obras, é de as empresas priorizarem a contratação de mão de obra local, o que assegura oportunidade de renda à comunidade. O pedreiro Cleidson Albuquerque, 38 anos, estava desempregado desde 2014. “Eu estava vivendo de bico, um dia tinha serviço outra não, mas agora está tudo certinho, estou de carteira assinada mais de ano nessa obra”, festejou o trabalhador.

Melhorias na logística

Somando com o valor investido  no biênio 2019/2020, próximo de R$ 1 bilhão, com o valor de R$ 2 bilhões, de 2021/22, chega-se ao maior aporte de recurso no modal rodoviário da história do Estado, o que produz desenvolvimento de logística, maior segurança e agilidade para quem usa as estradas paraenses.

Titular da Secretaria de Estado de Transportes (Setran), Adler Silveira informou o planejamento estratégico da Setran para os quatro anos de governo prevê a construção e pavimentação de mais de mil quilômetros de rodovias, aumentando em 13% o número de estradas pavimentadas em todo o estado do Pará.

No início da Gestão Helder Barbalho, as obras não ultrapassavam 48%, ou seja, no final do governo estadual, haverá 60% das rodovias paraenses pavimentadas. “Houve investimentos também em portos e aeroportos no interior do estado, dinamizando a aplicação de recursos em todos os modais do transporte público estadual, garantindo sobretudo, maior agilidade, e principalmente segurança no direito de ir e vir do cidadão paraense”, destacou o secretário de Transportes, Adler Silveira.

Malha rodoviária 

O Pará tem sob sua jurisdição 130 rodovias PAs e 23 vicinais, o que contabiliza cerca de 7.700 km de extensão, sendo que mais de 52% delas foram encontradas sem pavimentação pela atual gestão.

Em 2020 foram concluídos e pavimentados 58 km de rodovias; em 2019; construídos e pavimentados 76 km de rodovias, o que totaliza 134 km de novas rodovias no Estado do Pará, já entregues à população com sistema de drenagem, sinalização de trânsito, em projetos modernos que eliminam rampas e reduzem as curvas proporcionando maior segurança aos motoristas.

Atualmente a Setran trabalha na construção e pavimentação de 17 grandes rodovias em suas regiões de integração regional, que contabilizam 718 km de extensão de novas rodovias construídas e pavimentadas. As obras acontecem nas rodovias PA-159, PA-140, PA-150, PA-252, PA-254, PA-287, PA-275, PA-407, PA- 483, PA-423, PA-427, PA-437, PA-439, PA-256, PA-370, Perna Leste e Transuruará.

Somando as rodovias entregues e as em execução chega-se a 718 km de novas rodovias. Há a projeção para construção e pavimentação de mais 11 rodovias no Pará:  PA-448, PA-462, PA-430, PA-220, PA-447, PA-124, PA-380, PA-414, PA-322, PA-424 e ainda a Rodovia Liberdade, via alternativa de entrada e saída da cidade de Belém, paralela à BR- 316. A lista inclui ainda a duplicação de 5 km da BR-222, em Marabá, somando 276 km de rodovia.

Pontes

Nos últimos dois anos a Setran garantiu recursos para a construção de 178 novas pontes no Pará. Ao todo 76 pontes são construídas em municípios, por meio de convênios; e outras 102, via execução direta do Governo do Estado.

A malha estadual tem ao todo 773 pontes, destas, 382 eram de madeira. O atual investimento consiste no maior projeto de construção de novas pontes e substituição das de madeira por concreto. Há ainda grandes projetos de integração entre regiões do Estado, que vão mudar a realidade do modal rodoviário no território paraense, tais como a construção da ponte sobre o rio Meruú, no Baixo Tocantins; ponte sobre o rio Alto Acará, entre os municípios de Concórdia do Pará e Acará Alto Capim, na região de Paragominas; e ainda a ponte sobre o rio Fresco, em São Félix do Xingu.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS