Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

PATRIMÔNIO

Palácio Antônio Lemos enfrenta abandono há 16 anos

Infiltrações, obras de arte mal conservadas, móveis antigos danificados. Esse é o retrato do prédio histórico, que serviu de sede da Prefeitura

quinta-feira, 07/01/2021, 07:30 - Atualizado em 07/01/2021, 08:03 - Autor: Diário do Pará


O Palácio passa atualmente por reformas que só vão resolver parte dos diversos problemas
O Palácio passa atualmente por reformas que só vão resolver parte dos diversos problemas | Mácio Ferreira/Comus

O prefeito de Belém Edmilson Rodrigues fez uma visita ontem (5) ao Palácio Antônio Lemos, que está em obras, e encontrou um cenário desolador resultado de anos de abandono. A visita foi acompanhada pelo presidente da Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel), Michel Pinho, e pelo secretário Municipal de Urbanismo (Seurb), Deivison Costa. Na oportunidade, o novo gestor falou que está sendo estudado um projeto para a reforma completa do imóvel tombado pelo patrimônio histórico nacional.

O Palácio Antônio Lemos, símbolo da Administração do Município de Belém, recebeu obras de restauro na gestão anterior de Edmilson Rodrigues. No entanto, sem ter novas manutenções em tempo hábil, deixou de ser utilizado como gabinete, pois já estava se degradando a olhos vistos da população ao longo dos últimos anos.

O palácio está desativado devido à reforma. Uma empresa especializada foi contratada para executar a primeira fase da obra, que consiste na recuperação da cobertura, das esquadras e das fachadas do imóvel. As obras foram iniciadas em outubro de 2020 e têm previsão de término em seis meses.

Edmilson percorreu o interior e exterior do palácio em que ele despachou como prefeito, de 1997 a 2004, e encontrou várias paredes com infiltração, revestimento danificado e detalhes em madeira destruídos por cupins; obras de arte, inclusive telas históricas, guardadas em salas tomadas por umidade; móveis antigos danificados, muitas janelas quebradas que possibilitam a entrada frequente de pombos e urubus.

RESTAURAÇÃO

Edmilson anunciou que um novo projeto de reforma deverá ser feito. “Nós estamos falando de uma arquitetura de grande valor histórico e simbólico para a cidade. O que entristece é que além do prédio estar destruído, o acervo histórico está sendo deteriorado. O que eu vejo aqui é o resultado de 16 anos de abandono. É estarrecedor”, refletiu o prefeito. O titular da Seurb afirmou que a pasta irá se empenhar nos próximos meses para fazer um projeto que contemple uma restauração completa do Antônio Lemos. “O projeto que foi licitado e está em andamento é reduzido, de menor valor, de R$ 2,6 milhões. Uma reforma completa custaria R$ 14 milhões, de acordo com um projeto anteriormente apresentado, mas não aprovado. Vamos elaborar um projeto macro que contemple a reforma geral”.

O presidente da Fumbel lamentou o estado do imóvel. “Dói muito pra quem milita na cultura, pra quem ama a cidade, encontrar o patrimônio dessa forma. Ao mesmo tempo, temos a esperança de que a gente possa entregar essa obra completa para que Belém volte a irradiar arte e cultura”, avaliou.

PARA ENTENDER

HISTÓRICO

l O prédio de eclético teve projeto original neoclássico datado de 1860, de autoria de José da Gama Abreu, e recebeu modificações em 1883, pelo arquiteto Antônio Landi, para servir de sede do Executivo Municipal. Em 1911, o também conhecido “Palácio Azul” foi reformulado pelo então prefeito Antônio Lemos, que acrescentou revestimentos, mobília e objetos da moda europeia. Em 1994, o prédio tombado pelo Patrimônio Histórico que servia de gabinete à prefeitura passou a abrigar também o Museu de Arte de Belém.

O Palácio passa atualmente por reformas que só vão resolver parte dos diversos problemas
O Palácio passa atualmente por reformas que só vão resolver parte dos diversos problemas | Mácio Ferreira/Comus
O Palácio passa atualmente por reformas que só vão resolver parte dos diversos problemas | Mácio Ferreira/Comus

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS