Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$
CASO REPERCUTIU

PM é identificado como matador de cachorro em Belém; governador diz que ele será afastado

Crime foi cometido na manhã desta sexta-feira (25) no bairro da Pedreira

sábado, 26/12/2020, 16:55 - Atualizado em 26/12/2020, 16:55 - Autor: DOL


O crime ocorreu na manhã de ontem (25)
O crime ocorreu na manhã de ontem (25) | Reprodução

Um policial militar foi identificado como o responsável pelos disparos que matou um cachorro, na manhã da última sexta-feira (25), no bairro da Pedreira, em Belém. Ele responderá por um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) e de imediato será afastado das atividades na corporação.

O Governador do Estado do Pará, Helder Barbalho, confirmou as medidas contra ele através das redes sociais, neste sábado (26).

Crueldade em plena luz do dia: homem saca arma e mata cachorro em Belém 

De acordo com Helder, o Processo Administrativo Disciplinar vai julgar a permanência ou não do suspeito na Corporação”.

“Nós reiteramos que não compactuamos com qualquer conduta que fira a ética da profissão”, declarou o governador. 

Segundo o promotor de Justiça Militar, Armando Brasil, o homem pode ainda sofrer punições disciplinares e criminal e ser enquadrado na nova lei de crimes contra cães e gatos sancionada recentemente pelo presidente Jair Bolsonaro.

"Ele pode sofrer advertência ou ser licenciado a bem da disciplina, ou seja, ser expulso da corporação. A promotoria militar fará o acompanhamento desse PAD junto à corregedoria por determinação do governador do Estado", disse Brasil.

O CASO

O policial matou o cachorro a tiros na travessa Angustura com a avenida Visconde Inhaúma, no bairro da Pedreira, em Belém, na manhã desta sexta-feira (25). 

Segundo testemunhas, o homem chegou a perguntar para algumas pessoas no local se alguém era o dono (a) do animal. Ao responderem que não, sacou uma arma e deu dois disparos no cachorro que morreu na hora.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS