Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

TRUCULÊNCIA

Agentes na Guarda Municipal e Semob agridem motociclista em via do BRT em Belém, veja o vídeo! 

A vítima caiu ao chão após um dos guardas aplicar um 'mata leão'

domingo, 22/11/2020, 17:42 - Atualizado em 22/11/2020, 17:43 - Autor: DOL


| Reprodução/Whatssap

Um motociclista, ainda não identificado, foi agredido por agentes da Guarda Municipal e da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (SeMOB), durante uma abordagem realizada entre as avenidas Almirante Barroso e Júlio Cesar na tarde deste sábado (21).

Uma pessoa que passava pelo local, conseguiu filmar toda a confusão. Nas imagens, é possível ver quando os agentes, ainda não identificados, abordam o homem, que estava circulando na via exclusiva do BRT, e durante uma discussão, um dos agentes começa a tentar tirar o motociclista de cima da moto à força, chegando a aplicar um golpe, mais conhecido como "mata leão".

Já em um outro momento da filmagem, a vítima aparece no chão, inconsciente, sendo escoltado por um dos guardas. Ainda segundo a testemunha, a moto do rapaz foi levada pela Semob, mas ele teria ficado jogado no meio da rua, desmaiado.

VEJA O VÍDEO!

Em nota, a Guarda Municipal de Belém (GMB) informa que na manhã deste domingo, 22, durante uma fiscalização conjunta com a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob), para inibir a circulação de veículos não autorizados nas pistas do BRT, com o objetivo de evitar acidentes, abordou um motociclista que se recusou a sair do veículo e foi imobilizado pelos guardas.

O prefeito Zenaldo Coutinho, ao tomar conhecimento do fato, determinou que o caso fosse apurado. O prefeito disse, ainda, que a insistência de alguns condutores em transitar pelo BRT expõe suas próprias vidas e as de terceiros. 

O motociclista foi socorrido e levado para uma Unidade de Pronto Atendimento e em seguida foi liberado.

A Semob também foi procurada pelo DOL, mas ainda não se manifestou. 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS