Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

ORGANIZAÇÃO

Bares e restaurantes se preparam para confraternizações mais restritas

No período em que o movimento nos estabelecimentos cresce pelas festas de fim de ano, empresários se preocupam até onde a pandemia da covid-19 pode prejudicar negócios. Mesmo assim, preparativos já começaram

sábado, 21/11/2020, 07:13 - Atualizado em 21/11/2020, 07:48 - Autor: Alexandre Nascimento/Diário do Pará


Mesmo com incertezas, bares preparam programação especial
Mesmo com incertezas, bares preparam programação especial | Antônio Melo

Final de ano está chegou e, nesse período, inicia a organização das festas de confraternização. Mesmo assim, pandemia do coronavírus preocupa o setor. Essa situação, inclusive, obriga que, nesses eventos, sejam levados em consideração medidas de prevenção à doença como evitar aglomeração e distanciamento de pessoas, uso de álcool em gel, entre outras medidas sanitárias.

De acordo com o Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado do Pará (SHBRS-PA), os riscos ainda existentes de contaminação da Covid-19 podem realmente influenciar nos modos de como as confraternizações de fim de ano irão acontecer. “Estamos na expectativa de como estará a situação da pandemia até lá. Se houver mesmo uma segunda onda de contaminação, podem surgir novos decretos que poderão restringir o funcionamento dos bares e restaurantes”, disse Fernando Soares, assessor jurídico do Sindicato.

Por conta disso, a entidade espera que as festas nesse ano possam ficar aquém de outros anos, já que são esperados pequenos grupos de pessoas, sobretudo em função do decreto que poderá limitar ainda mais a quantidade de pessoas nos bares e restaurantes. “Uma breve consulta do Sindicato com alguns de nossos associados mostra que as reservas estão poucas, para grupos de no máximo 10 pessoas”, revelou o assessor jurídico.

Nesse sentido, o Sindicato espera que os estabelecimentos associados cumpram as medidas determinadas para prevenir a doença. “O cumprimento é de responsabilidade dos associados e não esperamos menos do que isso deles. Vale lembrar que respeitar o decreto vigente, mesmo que restrinja o funcionamento, é melhor do que ocorram restrições mais rígidas”, completou Fernando Soares.

PREPARAÇÃO

Apesar da incerteza, os estabelecimentos já começaram a se preparar para atender grupos que vão reunir para confraternizar nessa época de final de ano. No restaurante Amazon Beer, que fica na Estação das Docas, por exemplo, as reservas já começaram e, inclusive, com bastante procura. “Não está sendo como nos outros anos, mas estamos reservando para grupos pequenos, de no máximo 30 pessoas e até vamos preparar um cardápio com preço especial para esses eventos”, disse Fabrício Damasceno, gerente.

O estabelecimento garante seguir as possíveis normas de prevenção mais rígidas em decreto do governo. “Já estamos seguindo as normas atuais, e não seria problema em nos adaptar a novas normas. Vamos garantir que nossos clientes, nesse momento de confraternizar, faça com as medidas sanitárias necessárias”, concluiu o gerente do Amazon Beer.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS