Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

CUIDADOS

Sespa realiza mutirão de atendimento médico pelo Dia Internacional do Homem

Serão 60 consultas com urologistas para pacientes já agendados pela Regulação Estadual, no Hospital Abelardo Santos

quarta-feira, 18/11/2020, 14:22 - Atualizado em 18/11/2020, 14:22 - Autor: Agência Pará


| Reprodução

A Secretaria de Saúde do Pará (Sespa) realizará, nesta quinta-feira (19), no Hospital Regional Abelardo Santos, em Icoaraci, um mutirão de 60 consultas com urologistas para pacientes já agendados pela Regulação Estadual, após passarem por encaminhamentos de médicos clínicos das Secretarias Municipais de Saúde. Alusiva ao Dia Internacional do Homem, comemorado em 19 de novembro, a medida faz parte da campanha “Novembro Azul”, que marca o mês de conscientização sobre a prevenção e promoção dos cuidados integrais com a saúde masculina. 

A cada início de turno de atendimento no hospital Abelardo Santos, técnicos das Coordenações de Saúde do Homem e de Atenção Oncológica da Sespa farão uma roda de conversa para sensibilizar os usuários sobre a importância da detecção precoce dos cânceres de próstata e pênis.

“Muito se fala em câncer de próstata, mas o de pênis precisa também ser lembrado porque faz parte do conjunto de cuidados integrais da saúde masculina” - Diego Cutrim, coordenador de Saúde do Homem.

Além dessa mobilização de consultas pelo Dia D a pacientes previamente agendados, prosseguem até o dia 30 deste mês as ações na Policlínica Metropolitana, em Belém, que têm atendido homens com mais de 30 anos mediante agendamento pelas Secretarias Municipais de Saúde e também por telefone. Estão sendo ofertadas consultas em clínica médica, exames laboratoriais e procedimentos como Raio-X de tórax e eletrocardiogramas. 

O objetivo é diagnosticar o mais cedo possível, nesse público, indícios de câncer de próstata, estômago, colon e reto, apontados como os mais prevalentes na população masculina do Pará.  Os municípios devem encaminhar a relação das demandas por e-mail ([email protected]), com nome completo, idade, telefone e número do cartão SUS do paciente e município de residência. Os homens também poderão entrar em contato direto com a Central de Atendimento da Policlínica Metropolitana, pelos telefones (91) 4005-0510 e pelos números de whatsApp (91) 98521-5110/ 98564-7638 e 98526-9319.  

De acordo com o dia e hora que forem convocados para a consulta com clínico médico na Policlínica em Belém, os homens deverão estar munidos de documentos, como carteira de identidade, CPF, comprovante de residência e cartão de SUS. Importante também estarem em jejum, para coleta de exames laboratoriais, entre 6h30 e 8h, e para procedimentos de eletrocardiograma e Raio-X. 

“Caso necessário, o médico pode solicitar outros exames e consulta de retorno”, informa Diego Cutrim. Por dia, a ação tem oferecido 75 consultas de segunda a sexta-feira, perfazendo no período de 10 a 30 de novembro um total de 1.200 consultas médicas, 1.200 exames laboratoriais em 17 tipos, 1.200 eletrocardiogramas e 1.200 raio-X de tórax.

Por essa estratégia, a Sespa tem acelerado o fluxo de atendimento a fim de prover tratamento em menor tempo possível em casos de câncer de próstata e estômago, principalmente. Dessa forma, os pacientes da ação que apresentarem alterações de diagnóstico na próstata serão encaminhados para atendimento com urologistas no Hospital Regional Abelardo Santos, em Belém. Por outro lado, os homens que tiverem indicação para tratamento de cânceres do trato gastrointestinal serão encaminhados para consultas com especialistas e exames de média complexidade na própria Policlínica Metropolitana. 

Orientada a partir da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem (PNAISH) do Ministério da Saúde, a campanha “Novembro Azul” da Sespa também tem recomendado aos municípios que reforcem as ações em favor da diminuição de doenças crônicas, como hipertensão arterial e diabetes, e outras mais graves, como as infecções sexualmente transmissíveis (IST), a exemplo do HIV/Aids, sífilis e hepatites, e os cânceres de próstata e de estômago – os mais recorrentes entre os homens.

Leia mais:

Criança indígena de dois anos é encontrada morta em abrigo da prefeitura de Belém

Bebidas alcoólicas prejudicam a dieta; veja como manter um consumo saudável

Números

Pelas estatísticas do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DataSUS), que reúne dados inseridos por todos os municípios brasileiros, entre 1º de janeiro e 30 de agosto deste ano, foram registradas 72.232 internações masculinas no Pará, na faixa etária após os 20 anos. As principais causas foram externas (17.353), como esfaqueamentos, traumatismos e envenenamentos; seguida por doenças infecciosas e parasitárias (15.247); doenças do aparelho digestivo (8.459); doenças do aparelho respiratório (7.675) e do aparelho circulatório (6.582).

Este ano, em dados atualizados até 30 de setembro pelo Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) do DataSUS, as doenças infecciosas e parasitárias estão liderando o ranking de mortes de homens no Pará, com 5.275 óbitos; seguido por doenças do aparelho circulatório (4.472); causas externas (3.792); doenças do aparelho respiratório (3.055) e cânceres (2.021). Entre os tipos de óbitos por câncer, o de estômago tem sido mais letal nos homens com residência no Pará. Só em 2019, causou a morte de 416 pessoas do sexo masculino, seguido pelo de próstata, que levou 374 a óbito nesse mesmo ano.

Em número de casos, segundo o DataSUS, em 2020, o câncer de próstata é mais recorrente: 104 confirmados entre 1º de janeiro e 30 de setembro deste ano, seguido por 85 novos pacientes de câncer de estômago no mesmo período. A tendência foi a mesma em 2019, finalizado com 378 casos de câncer de próstata, seguido por 200 de estômago.

No ano de 2020, a Coordenação Estadual de Saúde do Homem também decidiu abordar a saúde masculina dentro do contexto da pandemia, na qual houve maior número de mortes de homens. A agenda da campanha está pontuda por lives semanais, com informações que serão divulgadas pelas redes sociais e nos serviços de saúde em espaços com grande concentração masculina. 


Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS