Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

SOS

Moradores pedem melhorias em transporte e saúde para o Distrito de Icoaraci

População espera que o próximo prefeito de Belém olhe com mais atenção para o distrito, sobretudo em áreas como transporte e saúde.

segunda-feira, 16/11/2020, 07:35 - Atualizado em 16/11/2020, 10:38 - Autor: Michelle Daniel


| Ricardo Amanajas/Diário do Pará

Um dos desafios do próximo prefeito de Belém, é trabalhar pelos distritos da capital paraense, entre eles, Icoaraci. Conhecida como “vila sorriso”, tem necessitado de inúmeros serviços como melhorias no transporte público, manutenção do patrimônio histórico, ampliação da rede de unidades de saúde adequadas e de educação infantil, entre outros.

“Um dos desafios é essa orla que está há 16 anos abandonada como consequência da irresponsabilidade do Executivo que estava no comando. Uma orla tão bonita, mas está nessa situação. Começaram a fazer um serviço recentemente em parte da orla e só tem um operário trabalhando”, afirma Jorge dos Santos, 50 anos, morador e trabalhador no distrito há 32.

“Quantos pais de família dependem desse espaço para trabalhar?. É pipoqueiro, sorveteiro, pessoas que trabalham com brinquedos como o pula-pula. As crianças realmente não têm um espaço de lazer. O desafio é imenso para o novo governante e a gente espera que ele venha trabalhar mesmo”.

A dona de casa Cristiane Silva, 43 anos, sente falta de serviços de qualidade, como transporte e saúde. “Tenho uma filha, de 6 anos, que é autista e é muito ruim quando pego ônibus com ela lotado, não tem rota mais curta. As unidades de saúde também são precárias. Outro dia procurei aqui e não tinha atendimento. Icoaraci merece um carinho maior”, reclama.

Para a comerciante Antônia de Assis, 64 anos, os problemas enfrentados pelos moradores podem ser mudados na hora do voto, por isso não abriu mão de exercer esse direito. “A gente precisa mudar. Passa ano e entra ano, mas não fazem o que prometem. Deixam muito a desejar em vários aspectos, um deles é que estamos precisando de creches para ajudar aquelas mães que trabalham fora. A gente merecia mais”, comenta.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS