Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

HUMANIZAÇÃO

Hospital de Barcarena cria projeto de acolhimento para mães de bebês prematuros

Como simbolismo dos cuidados neonatais, ação consiste na entrega de uma muda para que a mãe cuide durante o período de internação do bebê

terça-feira, 10/11/2020, 15:23 - Atualizado em 10/11/2020, 15:23 - Autor: Com informações da assessoria


| Divulgação

A experiência de ser mãe e pai de prematuro é, para muitas famílias, desafiadora. Nos casos em que o bebê necessita de internação hospitalar, devido baixo peso, doença ou alguma intercorrência após o nascimento, a mãe precisa se adaptar a uma rotina ainda desconhecida e com novos sentimentos.

Para  Wanessa dos Santos, moradora do município de Baião, e mãe do Samuel Lucas, bebê que nasceu aos seis meses da gestação, ser mãe de um prematuro extremo foi uma surpresa. “Ele nasceu com apenas 875g. Eu não estava preparada, foi de repente. Agora, o cuidado é diário para que ele ganhe peso e se recupere logo”, conta a dona de casa.

Wanessa é integrante do projeto humanizado “Semente do amor”, voltado para mães de recém-nascidos prematuros, com menos de 1kg, que estão internados no Materno-Infantil de Barcarena Dra. Anna Turan (HMIB), unidade de média e alta complexidades referência no cuidado a recém-nascidos e gestantes.

“Nesta ação, cada mãe recebe uma muda de planta pequena e orientações para cultivar enquanto estiver acompanhando o bebê internado nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) ou na Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) do hospital”, explica Danielle Dias, psicóloga do HMIB.

A iniciativa, segundo a profissional, é um processo terapêutico que foi desenvolvido para fortalecer o vínculo mãe e bebê, por meio de um simbolismo dos cuidados neonatais, e integra a campanha Novembro Roxo, mês de prevenção da prematuridade.

“Por  meio da analogia da planta, a mãe se torna parte integrante do cuidado da criança, associando o cuidado da planta ao do seu filho. Esse acompanhamento se correlaciona ao progresso do bebê dentro da unidade e possibilita um suporte emocional à mãe”, ressalta Danielle.

Ainda por meio da ação, a equipe conscientiza sobre a importância da preservação do meio ambiente e compartilha ideais socioambientais. A humanização e a sustentabilidade são pilares da atuação da Pró-Saúde, uma das maiores entidades filantrópicas de gestão hospitalar do país, que administra o Materno-Infantil de Barcarena desde a sua inauguração, em 2018.

“Quando o bebê estiver recuperado e com peso adequado para ter alta, a mãe leva a planta para casa também, junto com o filho. Assim, ela dá continuidade a esse cuidado no seu lar”, acrescenta a psicóloga.

O Hospital Materno-Infantil de Barcarena Dra. Anna Turan está localizado a 114 km distante da capital Belém. A unidade do governo do Estado é referência de atendimento em média e alta complexidades para gestantes e bebês de 11 municípios do Baixo Tocantins, prestando atendimento 100% gratuito por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Em seus dois anos de funcionamento, já realizou mais de 2.600 partos e cerca de 125 mil atendimentos, entre consultas, internações, exames e cirurgias.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS