Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$
COMÉRCIO

Receita Federal fiscaliza mercadorias falsificadas no centro de Belém

As equipes de fiscalização e segurança visitaram diversas lojas no comércio do centro da cidade.

quinta-feira, 08/10/2020, 12:50 - Atualizado em 08/10/2020, 12:50 - Autor: Com informações da Receita Federal


Os alvos foram lojas e mercadorias no centro comercial
Os alvos foram lojas e mercadorias no centro comercial | Divulgação/Receita Federal

Lojas e mercadorias foram alvo, no centro comercial de Belém, da operação "Efeito Dominó", realizada na manhã desta quinta-feira (8). O objetivo foi de fiscalizar a venda de mercadorias falsificadas e  importados.

Concurso no sudeste do Pará reúne mais de mil vagas; salários passam de R$5 mil

A operação foi realizada pela Receita Federal e o governo do Estado do Pará, por meio das Secretarias da Fazenda e de Segurança Pública, representada pela Polícia Militar através do 2° BPM.

Segundo a Receita federal, a prática é considerada lesiva aos comerciantes, importadores e produtores brasileiros que atuam na legalidade, pois sonega tributos e leva a perda de postos de trabalho.

"A falsificação viola os direitos autorais e de marcas, desestimulando o investimento por empreendedores legítimos no Brasil. Também atenta contra os direitos dos consumidores com produtos clandestinos e que não atendem aos requisitos de segurança", explica o órgão.

BABY DOL: veja a galeria de fotos do Dia das Crianças

A Receita Federal alerta ainda, para os brinquedos de má qualidade, que são um fator de risco para o engasgamento de crianças e pode levar à morte.

A venda de produtos falsificados podem ser denunciados através do Disque-Denúncia (181) ou pelo Centro Integrado de Operações (190). Não é necessário se identificar. A ligação é gratuita.

As denúncias de venda de produtos falsificados podem e devem ser repassadas ao Disque-Denúncia (181) ou ao Centro Integrado de Operações (190). A ligação é gratuita e o denunciante não precisa se identificar.

Os alvos foram lojas e mercadorias no centro comercial
Os alvos foram lojas e mercadorias no centro comercial Divulgação/Receita Federal
 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS