Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

CRIME VIRTUAL

Professora da UFPA é alvo de ataques de extremistas em live sobre a Ditadura

A prática de atacar transmissões online – lives, aulas, palestras, etc – é conhecida como zoombombombing e ganhou força durante o período de pandemia

segunda-feira, 28/09/2020, 20:39 - Atualizado em 28/09/2020, 20:51 - Autor: Diário Online


Zoombombing é bastante utilizado por bolsonaristas para atacar lives onde o tema seja Direitos Humanos, Ditadura Militar ou História do Brasil.
Zoombombing é bastante utilizado por bolsonaristas para atacar lives onde o tema seja Direitos Humanos, Ditadura Militar ou História do Brasil. | Reprodução Facebook

Um grupo de extremistas bolsonaristas invadiu uma conferência online onde a professora da Universidade Federal do Pará, Edilza Fontes, falaria o período de Ditadura Militar Brasileira (1964-1985). A docente discorreria sobre o tema a convite da Universidad del Valle, na Colômbia, mas foi interrompida com gritos e ameaças minutos após ter sido apresentada.

A prática de atacar transmissões online – lives, aulas, palestras, etc – é conhecida como zoombombing e ganhou força durante o período de pandemia, principalmente com a polarização que atinge a sociedade brasileira. Geralmente, os invasores organizam-se para entrar na conferência minutos antes da apresentação com o objetivo de interromper totalmente a transmissão. Centenas de lives por diversos estados brasileiros já foram invadidas, quase todas as vezes por grupos apoiadores do presidente Bolsonaro, como no caso de Edilza.

“Após alguns momentos, a sala foi invadida e vandalizada por extremistas de direita que, aos berros, impediram que a conferência continuasse. A ABEH, ao saber dessa situação, entrou em contato com os colegas da Universidad del Valle e com a profa. Edilza para hospedar em seu canal a nova data da conferência”, afirmou a Associação Brasileira de Pesquisa em Ensino de História, que organizou o evento. Para a associação, a melhor resposta aos ataques é remarcar o evento, que será nesta terça-feira (29).

“Acreditamos que a resposta mais clara que os extremistas merecem é que a conferência seja ouvida desta vez por muito mais gente, para que eles saibam que cada vez que tentarem calar as nossas vozes, eles só farão com que elas sejam muito mais ouvidas. Por isso, estamos convocando todos os que sabem que democracia, o conhecimento e o respeito são o único caminho viável, para que ajudem a divulgar e assistam a conferência, 29/09, terça-feira, 19h. (horário de Brasilília) e 17h (Colômbia) para, com nossa atitude pacífica, mas determinados e enérgicos, todos juntos gritarmos: NÂO PASSARÂO!”, diz o comunicado.

 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS