Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
32°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

INDENIZAÇÃO

Pará tem redução nos acidentes de trânsito em 2020

Segundo seguradora do DPVAT, o Estado registrou 1.756 ocorrências a menos que o mesmo período de 2019, uma diminuição de 19%

segunda-feira, 28/09/2020, 07:42 - Atualizado em 28/09/2020, 12:24 - Autor: Alexandre Nascimento


Com a redução dos acidentes de trânsito no Pará, diminuíram também os pedidos de indenização
Com a redução dos acidentes de trânsito no Pará, diminuíram também os pedidos de indenização | Ricardo Amanajás/Diário do Pará

Estudos da Seguradora Líder, que administra o consórcio que dirige o seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT), apontam que nos oito primeiros meses do ano, o Pará registrou 1.756 acidentes de trânsito a menos, em relação ao mesmo período do ano passado. Ao todo, foram 7.481 ocorrências este ano, contra as 9.237 em 2019, o que equivale a redução de 19%. Esse percentual se assemelha à mesma projeção em nível nacional, quando a redução também foi de 19%, que deve se manter nesse mesmo percentual até o final deste ano.

O estudo aponta também dados referentes às pessoas ou famílias que conseguiram o pagamento das indenizações do seguro DPVAT, no Pará, também relacionados aos oito primeiros meses de 2020 e em comparação ao mesmo período de 2019. Este ano, dos 7.481 acidentes registrados no Estado, 7.199 conseguiram ser indenizados, o que representa a queda de 4% em relação ao número de indenizações pagas no mesmo período do ano passado, quando 6.914 conseguiram receber o benefício.

TIPOS

Em relação ao perfil dos acidentes em que os envolvidos conseguiram ser indenizados no Estado, o estudo informa que 63% dos pagamentos estão relacionados às vítimas que sofreram alguma sequela, 14% foram destinados ao reembolso de despesas médica e outros 13% foram pagas aos familiares que tiveram parentes mortos oriundos desses acidentes de trânsito.

Além disso, entre os tipos de vítimas desses acidentes, 67% das indenizações do seguro DPVAT foram pagas aos próprios condutores, 17% dos pagamentos foram destinados aos pedestres que foram atingidos por veículos automotores e 16% dos que conseguiram o benefício correspondem aos passageiros que estavam nos veículos envolvidos.

Relacionado aos tipos de veículos, os acidentes que envolvem motocicletas são os que registram o maior número de pessoas que conseguiram o seguro nestes oito primeiros meses do ano, com 88% do número total de casos. Os automóveis são responsáveis por apenas 7% das pessoas que conseguiram receber o benefício.

SAÚDE

Mais de 283,5 mil acidentes de trânsito registrados em rodovias brasileiras, nos últimos cinco anos, tiveram como causa principal ou secundária questões relacionadas à condição de saúde dos motoristas, no momento da ocorrência. Esse volume de colisões, capotamentos e outros desastres deixou 247.475 feridos e 14.551 mortos. A informação faz parte de levantamento realizado pela Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), com base no levantamento de dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF) entre janeiro de 2014 e julho de 2020.

Segundo a associação, a falta de atenção ao volante pode ser consequência de situações clínicas como fadiga, stress, cansaço, déficit de atenção ou comprometimento do raciocínio e responde por 215.401 dos acidentes catalogados, ou seja, 76% do total registrado no período e que podem estar relacionados à saúde do motorista. Apenas essa categoria responde por 182.288 (74%) feridos e 9.047 (62%) mortes. Na sequência, vem a ingestão de bebida alcoólica. Entre 2014 e julho de 2020, foram registrados pela PRF 40.268 acidentes nas rodovias onde esse fator foi considerado uma das causas. Do volume de colisões, foram contabilizadas 36.999 vítimas com ferimentos leves ou graves e 2.679 óbitos. (Com informações da Agência Brasil).

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS