Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

ESCOLHA

Eleições 2020: Belém tem 10 candidatos à prefeitura definidos

quinta-feira, 17/09/2020, 07:24 - Atualizado em 17/09/2020, 07:44 - Autor: Carol Menezes


Eleitores paraenses irão às urnas escolher seus representantes nas prefeituras no dia 15 de novembro e no dia 29 (onde houver 2º turno)
Eleitores paraenses irão às urnas escolher seus representantes nas prefeituras no dia 15 de novembro e no dia 29 (onde houver 2º turno) | Maycon Nunes/Arquivo

Assim como em 2012 e 2016, o belenense terá novamente dez opções para a disputa do cargo de prefeito de Belém: no 15 de novembro, 1º turno das Eleições 2020, serão dez candidatos aptos a receber o voto da população da capital paraense. No último dia permitido pela legislação eleitoral para a realização de convenções partidárias, 16, ontem, foram apresentados mais cinco nomes, além dos outros cinco que foram confirmados desde o dia 4 de setembro. Começa a contar a partir de hoje o prazo para o registro das candidaturas, e que se encerra às 8h de 26 de setembro.

A última convenção do dia foi a do representante do MDB, o deputado federal José Priante, que vem em uma coligação com o PL, PSL, Podemos, PTB, DC e PSC. Além dele foram confirmadas as candidaturas de Thiago Araújo, do Cidadania, que se une ao PSDB, DEM, PV e PMN; a de Edmilson Rodrigues, do PSOL, em coligação com o PT e o PC do B; a de Cássio Andrade, do PSB, com o apoio declarado de Celso Sabino, do PSDB; a do deputado estadual Gustavo Sefer, pelo PSD, que ganhou de Éder Mauro, deputado federal, na disputa interna pelo partido de 10x1. O PP, de Jefferson Lima, decidiu apoiar Sefer e deve indicar um nome para vice.

Já estavam anunciados como candidatos o ex-senador Mário Couto, pelo PRTB, com convenção online realizada no dia 4; o ex-vereador de Belém, Cleber Rabelo, novamente pelo PSTU, anunciado em convenção on-line no dia 11, e com Seu Alex, do mesmo partido, como vice; o ex-delegado federal Everaldo Eguchi, pelo Patriota, foi confirmado em convenção realizada no dia 12; o deputado federal Vavá Martins, no dia 13, pelo Republicanos; e o pastor Guilherme Lessa, do PTC, com major Diamantina de vice foram anunciados candidatos no dia 14.

As datas do 1º e 2º turno estão marcadas, respectivamente, para os dias 15 e 29 de novembro, de acordo com o novo calendário eleitoral prorrogado pela Emenda Constitucional 107/2020, devido à pandemia do coronavírus.

REGISTROS

A Justiça Eleitoral não abrirá livro para registro físico da ata das convenções, que deverá ser registrada pelo CANDex até o dia seguinte à convenção. O prazo para o registro de candidatura pela internet se encerra às 8h do dia 26/09. Após esse prazo, a entrega terá que ser presencial e agendada entre 8h30 e 19h do mesmo dia 26/09 no próprio TRE. A propaganda eleitoral passa a ser permitida, inclusive pela internet, a partir de 27 deste mês.

 

Pleito deste ano custará R$ 34 milhões.

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE/PA), o pleito eleitoral deste ano está orçado em R$ 34.777.698,35. Neste ano, o pleito acontecerá nos dias 15 e 29 de novembro – 1º e 2º turno respectivamente. Já o horário da eleição também precisou ser revisto e foi acrescentado mais uma hora no período de votação, iniciando às 7h e seguindo até às 17h. A recomendação é de que eleitoras e eleitores com mais de 60 anos utilizem, preferencialmente, o horário compreendido entre 7h e 10h.

O Estado conta com 5.758.120, sendo que 1.009.732 estão localizados em Belém, 330.014 em Ananindeua e 221. 537 em Santarém. Nestas cidades poderá ocorrer segundo turno, de acordo com o coeficiente populacional. Já os ribeirinhos representam 0,62 % (354.977) dos eleitores do estado, indígenas 0,33% (18.910) e da zona rural 15,02 % (864.816). Por conta da pandemia, excepcionalmente nesta eleição, os eleitores não utilizarão a biometria. Ainda de acordo com a estatística elaborada pelo TRE do Pará, o estado é composto por 2.905.989 femininos e 2.851.826 do sexo masculino.

Nesta eleição, serão escolhidos os representantes municipais - vereadores e prefeitos nos 144 municípios do estado. Vale ressaltar, a importância de se levar a cola com os números dos candidatos para garantir mais rapidez na hora do voto.

No município de Itaituba os moradores ainda terão mais uma opção de voto por conta do plebiscito que será realizado durante o pleito eleitoral. Além de escolher prefeito e vereadores, os eleitores decidirão se concordam ou não com o desmembramento da cidade e criação do município de Moraes de Almeida.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS