Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

SUPORTE EMOCIONAL

Projeto de prevenção a Síndrome de Burnout é desenvolvido pelo Hospital Metropolitano

segunda-feira, 14/09/2020, 17:27 - Atualizado em 14/09/2020, 17:26 - Autor: Com informações de assessoria


| Ascom/HMUE

Com o intuito de oferecer suporte emocional e atendimento psicológico para enfrentar a ansiedade e o estresse durante a pandemia do novo coronavírus, o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua (PA), criou o projeto “AcolhePsi”.

O objetivo é prestar apoio psicológico e suporte emocional aos colaboradores e profissionais da unidade, com atendimento que pode ser por telefone ou por meio virtual, principalmente para os que fazem parte do grupo de risco e estão trabalhando em casa.

 

Carlena Alho é psicóloga do Metropolitano e explica que a Pró-Saúde, gestora do Metropolitano, desenvolve ações para a melhoria do trabalho das equipes administrativas e assistenciais. “O colaborador é escutado e acolhido com intuito de promover a saúde mental e intervir em questões que possam prejudicar sua qualidade de vida e profissional”, ressalta. 

 Para os que estão no hospital, uma sala foi disponibilizada para quem deseja participar da ação. A medida é uma forma de evitar aglomerações, mas também visa atender, de uma forma mais dinâmica e humanizada, além de reservada, os profissionais que continuam a rotina de trabalho na unidade.

“Os colaboradores precisam exercer suas atividades com equilíbrio emocional, para poder dar uma assistência com qualidade e segurança aos usuários. Com tantas informações, medos, inseguranças, precisamos dar suporte e ajudar uns aos outros”, destaca a coordenadora de Gestão de Pessoas e do Núcleo de Educação Permanente (NEP), Rose Monteiro.

Entre os meses de abril e junho de 2020, o Hospital Metropolitano disponibilizou uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) dedicado exclusivamente ao atendimento de pacientes com o novo coronavírus (Covid-19).

Nesse período, foram atendidos 184 pacientes com coronavírus, que contaram com auxílio de quase 100 colaboradores, entre médicos, enfermeiros, fisioterapeuta, psicólogos e serviços gerais.

Síndrome de Burnout

As atividades da UTI-Covid na unidade duraram 75 dias, período de muito esforço físico e mental da equipe linha de frente da pandemia. “Confesso que foi o período mais difícil para mim. Tive que abrir mão das pessoas que mais amo na vida: meus filhos”, lembrou o coordenador de enfermagem, Wellingthon Munhoz.

Um grupo que reúne profissionais da saúde de todo país realizou uma pesquisa com médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem. O resultado: 83% desses profissionais demonstraram sinais da Síndrome de Burnout.

“A Síndrome de Burnout é uma doença que ocorre quando a exaustão em relação ao trabalho é completa, física e mental”, reforça a psicóloga Carlena Alho.

Os dados mostram ainda que os profissionais mais jovens são as principais vítimas desse esgotamento. Até os 40 ano esse número é de 82%; a partir dos 40 anos, esse número cai para 67%.

As ações do projeto “AcolhePsi” são estimuladas dentro do Hospital Metropolitano, para oferecer um acolhimento físico, social e psicológico para os colaboradores, com a finalidade de proporcionar saúde mental para esses profissionais.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma das maiores entidades de gestão de serviços de saúde e administração hospitalar do País. Fundada em 1967, como Associação Monlevade de Serviços Sociais, em João Monlevade (MG), a Pró-Saúde é uma entidade filantrópica sem fins lucrativos. Tem sob sua responsabilidade 2.500 leitos e o trabalho de cerca de 16 mil profissionais, sendo 2,9 mil médicos, além de reunir um dos maiores quadros de administradores hospitalares do Brasil, contribuindo para a humanização do atendimento hospitalar, em especial do Sistema Único de Saúde (SUS).

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS