Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

INSPIRAÇÃO

Artistas se mobilizam para prestar homenagens a Nazinha 

domingo, 13/09/2020, 10:56 - Atualizado em 13/09/2020, 10:56 - Autor: Lais Azevedo


Guto Risuenho é idealizador do projeto “Duetos em Romaria”, que está na segunda versão promovendo encontros inusitados como o de Pinduca e Markinho Duran
Guto Risuenho é idealizador do projeto “Duetos em Romaria”, que está na segunda versão promovendo encontros inusitados como o de Pinduca e Markinho Duran | Divulgação

A menos de um mês de um Círio de Nazaré que vem por aí em formato completamente novo, sem uma multidão indo às ruas ou visitando a cidade, vários artistas paraenses têm encontrado sua própria maneira de celebrar esse momento que se aproxima. Entre os projetos artísticos que começaram a despontar esta semana estão três voltados à música: “Duetos em Romaria II”, do cantor e compositor Guto Risuenho; o show “Cantos Para Maria”, da cantora Patrícia Oliveira; e o “Círio Musical”, que este ano sai da concha acústica da Praça Santuário e ganha o palco das lives, na internet. Nas artes visuais, Roberta Mártires assina a sua coleção de mantos “Senhora de Nós”, e Odair Mindello e Renata Segtowick lançaram produtos ilustrados com suas obras inspiradas na festa da fé.

Iniciado em 2019, os “Duetos em Romaria” partiram da pesquisa de Guto Risuenho para compor uma música, a pedido de Lucinnha Bastos, para o Círio. “Eu queria trazer um tema diferente do que já tivesse sido feito nos últimos anos, mas percebi que tinha uma lacuna de composições de cerca de 10 anos. A mais recente era uma do Padre Fábio de Melo, que não é paraense”, explica ele. Pensando nessa renovação de repertório, ele se desafiou a compor “Ê Nazaré”, um samba gravado por Arthur Espíndola e Renato Rosas. Uma interação tão bonita que levou ao passo seguinte: dez novas músicas dedicadas ao Círio.

A ideia este ano é praticamente a mesma, mas contando com outro time de artistas em duetos especiais, como o sambista Dudu Nobre, que vai gravar “Meu Canto”, em parceria com o próprio Guto. “O projeto proporciona muitos encontros inusitados, como o Pinduca, que é do carimbó, com o Markinho Duran, que é do rock; o Arthur Espíndola, que é do samba, com o Salomão Habib, que vem da música clássica; e o sertanejo Thiago Costa com o Heraldo Ramos, da banda Fruta Quente”, adianta. Tanto os duetos da primeira edição como estes da segunda estarão disponível para o público dia 20, no YouTube.

“Eu estou em êxtase em realizar este projeto. Tenho alguns trabalhos já grandes na música, mas com o Círio a gente sempre tem essa relação diferente. Sou muito devoto de Nossa Senhora e este ano tem uma simbologia diferente, principalmente porque, em abril, eu perdi meu pai para a Covid-19. Então é até uma forma de homenageá-lo, ele que era meu fã, que vibrava com cada música nova”, diz Guto, com carinho. Todo o valor arrecadado acima do custo de realização do projeto será doado para a Casa Ronald McDonald Belém e para a Casa Menino de Jesus. Após a pandemia, os músicos pretendem realizar shows com este repertório de forma a também arrecadar recursos a serem doados.

Maria em todos os cantos e mantos

Marcada para o dia 6 de outubro, a 20ª edição do show “Cantos Para Maria”, organizado por Patrícia Oliveira, também está se renovando. Depois de já ter sido realizado em diferentes locais, como a Igreja de Santo Alexandre e o Theatro da Paz, o projeto volta para a Basílica de Nazaré, mas sem a presença do público, sendo transmitido pela TV Nazaré e pelo Facebook da Basílica Santuário. “De tudo o que eu fazia na minha carreira como cantora, esse era o projeto em que eu podia unir o meu trabalho à minha devoção à Nossa Senhora, cantando artistas paraenses como o Wilson Fonseca”, diz a cantora sobre o recital que sempre manteve em paralelo à sua carreira como cantora lírica, mesmo quando residia na Europa.

Assim como o projeto de duetos de Guto Risuenho, a cantora realiza o evento na intenção de captar doações, no caso dela destinados à Basílica. Patrícia conta que desde o início da pandemia, muitas das missas e terços realizados por lá passaram a ser transmitidos pela internet e que os equipamentos estão sucateados. “A live vai promover uma campanha de arrecadação para modernização desses equipamentos, para que eles possam continuar as transmissões das atividades da missa, tão importantes para as pessoas nesse momento”, ressalta.

A programação vai contar com uma camerata fazendo a abertura com música instrumental e, ao final, os hinos tradicionais do Círio, com arranjos criados pelo maestro Tinnôko Costa. Além de Patrícia Oliveira, cantam durante a live o grupo Agnus, Nilson Chaves e o pároco da Basílica, Padre Cavalcante, com ave marias tradicionais. A cantora destaca ainda a canção “Coração de Cera”, que apresentará em dueto com o compositor Paulinho Moura. “Acredito que terá muitos momentos emocionantes, pela tradição, pela própria necessidade espiritual e artística. Eu me sinto muito privilegiada, Nossa Senhora sempre esteve na minha vida e agradeço por esses 20 anos agregar meu trabalho à minha vida religiosa”, comemora.

CÍRIO MUSICAL

Assim como o show “Cantos Para Maria”, o “Círio Musical” deste ano também vai migrar para o formato de lives, todas transmitidas direto dos estúdios da TV Nazaré e com acesso também pelo YouTube. A programação começa dia 11 de outubro, após a Santa Missa, às 19h, e prossegue até o dia 25, reunindo bandas católicas paraenses. “O momento é aguardado principalmente pelos jovens, e é um importante propagador da evangelização dentre este grupo, por isso não poderíamos deixar de realizar”, destaca Albano Martins, coordenador da Diretoria da Festa de Nazaré.

Entre os artistas que estão pela primeira vez na programação está a banda Mater Dei (dia 14), a Filhos do Céu (dia 21), Amanda de Paula e Tereza Mônica (dia 19). “Nós gostamos muito quando eles trouxeram a ideia de lives com as bandas católicas de Belém. Aqui há várias que atuam nas paróquias e fazem um trabalho de alta qualidade”, comenta Paulo Henrique, da banda Apóstulus, que se apresenta dia 13 de outubro com um repertório autoral, mas que também deve trazer algumas versões de canções de artistas nacionais.

Ilustrações de Odair Mindello estampam canecas recheadas de brownie da Doce Sophia.
Ilustrações de Odair Mindello estampam canecas recheadas de brownie da Doce Sophia. Divulgação
 

SENHORA DE NÓS

Com uma trajetória artística que compreende desenhos, pinturas e peças de crochê, muitas das quais vestem dezenas de artistas regionais, Roberta Mártires lançou a coleção “Senhora de Nós”, em parceria com a centenária Fábrica de Velas São João, conhecida por fazer velas para os promesseiros neste período do ano. Ela criou mantos que vestem esculturas no formato da Santinha e que dialogam com a arte indígena panamazônica e africana, uma coleção concebida, ainda, para homenagear as mulheres.

Conforme desenvolvia o seu trabalho, Roberta conta que também aprendeu os segredos da fabricação de velas e, do mesmo modo, as técnicas de pinturas nelas, antes de usá-las como suporte. “Faço com as velas a mesma coisa que eu faço com crochê, ou seja, dou a eles uma dimensão artística, que vai além do objeto ou de uma peça”, esclarece a artista. As peças têm cerca de 15cm de altura, e receberam aplicações de misturas de tinta acrílica para alcançar cores diferenciadas e que remetem ao barro, por estar mais relacionado a cor das águas dos rios da Amazônia, o que também confere um caráter eco-político à coleção.

Emergida neste processo criador, Roberta sentiu o quanto os mantos estavam ligados à recente perda da mãe e ao seu próprio universo feminino. Estas memórias e estes afetos atravessados, saltaram dos mantos da artista, desde a avó mineira, que lhe ensinou trabalhos manuais, até a avó marajoara, que era devota de Nossa Senhora de Nazaré. “É muito forte fazer um manto de Nossa Senhora, mesmo para quem não é religioso, ainda mais nestes tempos de pandemia, com muita gente perdendo mãe, perdendo filha, perdendo pessoas queridas. Então, a sensação que tenho é que eu visto este manto enquanto eu o faço, e ao vesti-lo todos ficamos protegidos e protegidas”, confessa.

CÍRIO EM CASA

Outros artistas já estão com projetos ou parcerias para o público levar um pouco da simbologia do Círio em objetos artísticos utilitários e decorativos, como é o caso de Odair Mindello e Renata Segtowick. Ambos estão com ilustrações aplicadas em canecas alusivas à festa religiosa. Mindello realiza o lançamento em parceria com a doceria Doce Sophia em três opções, com a imagem de Nossa Senhora de Nazaré, da procissão e do trajeto, com vários prédios históricos da cidade retratados, tudo com sua marca registrada, que é o colorido aliado a formas geométricas. Renata disponibiliza uma ilustração intitulada “Fé na Pele”, com opções também em pôsteres com esta e outras ilustrações da artista.

“Sou admiradora do trabalho do Mindello e propus fazermos essa parceria com três imagens assinadas por ele para a Doce Sophia e lançar essa coleção com três canecas de porcelana. Para nós é uma satisfação celebrar o Círio com um produto de qualidade e poder levar aos nossos clientes um pouco da arte desse artista talentoso”, comenta Aline Rodrigues, proprietária da doceria, que recheia as peças com brownie e um toque regional. Em 2017, a marca já tinha lançado uma caneca temática assinada pela ilustradora paraense Dani Sá.

Roberta Mártires lançou a coleção "Senhora de Nós", em parceria com a Fábrica de Velas São João
Roberta Mártires lançou a coleção "Senhora de Nós", em parceria com a Fábrica de Velas São João Divulgação
 

ACOMPANHE

“Duetos em Romaria II” - Guto Risuenho

Quando: 20 de setembro

Onde assistir: Youtube/Duetos em Romaria

Quanto: Gratuito

Cantos Para Maria - Patrícia Oliveira

Quando: 6 de outubro, às 20h30

Onde assistir: Facebook/ Basilicadenazareoficial ou pela TV Nazaré

Círio Musical

Quando: 11 a 25 de outubro, às 19h

Onde assistir: Youtube/TVCirio ou pela TV Nazaré

Coleção “Senhora de Nós” - Roberta Mártires

Onde comprar: Fábrica de Velas São João (R. Dr. Assis, 52 - Cidade Velha);

Horário: Segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 17h30; e aos sábado, das 8h às 12h.

Coleção do Círio - Odair Mindello e Doce Sophia

Compras por encomenda: (91) 98882-2866

Instagram: @doce_sophia

Produtos do Círio - Renata Segtowick

Onde comprar: www.renataseg.com.br

Instagram: @renataseg.art

Guto Risuenho é idealizador do projeto “Duetos em Romaria”, que está na segunda versão promovendo encontros inusitados como o de Pinduca e Markinho Duran
Guto Risuenho é idealizador do projeto “Duetos em Romaria”, que está na segunda versão promovendo encontros inusitados como o de Pinduca e Markinho Duran | Divulgação
Ilustrações de Odair Mindello estampam canecas recheadas de brownie da Doce Sophia.
Guto Risuenho é idealizador do projeto “Duetos em Romaria”, que está na segunda versão promovendo encontros inusitados como o de Pinduca e Markinho Duran | Divulgação
Roberta Mártires lançou a coleção
Guto Risuenho é idealizador do projeto “Duetos em Romaria”, que está na segunda versão promovendo encontros inusitados como o de Pinduca e Markinho Duran | Divulgação

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS